Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Totti perde pênalti, mas marca 2 e dá empate para Roma

Por AE

Roma – O meia-atacante Francesco Totti foi o grande nome do jogo entre Roma e Catânia, neste sábado, na abertura da penúltima rodada do Campeonato Italiano. Porém, ele se destacou de forma negativa e positiva pela equipe romana, que teve a vantagem de jogar no Estádio Olímpico da capital italiana, mas que apenas empatou no sufoco, por 2 a 2, com o seu adversário.

O resultado deixou a Roma estacionada na sétima posição da competição, com 53 pontos, mas ainda com chances matemáticas de conquistar uma vaga na Liga Europa, último objetivo que sobrou para o time na competição. O Catania, por sua vez, permaneceu na décima posição, com 48 pontos, e segue na zona intermediária da tabela.

No duelo deste sábado, Totti teve grande chance de abrir o placar para a Roma já aos 9 minutos do primeiro tempo. Porém, viu o goleiro rival defender o pênalti que ele bateu e no rebote ainda chutou a bola por cima do gol.

Aos 7 da etapa final, porém, o ídolo da Roma começou a se redimir ao balançar as redes e fazer 1 a 0. Entretanto, o Catania conseguiu virar o jogo em um intervalo de apenas nove minutos ao empatar aos 13, com Lodi, e depois conquistar o 2 a 1 aos 22, com Marchese. Aos 32, porém, Totti voltou a marcar e assegurou a igualdade para o time da casa.

FIORENTINA NA ELITE – No outro jogo disputado neste sábado pelo Campeonato Italiano, a Fiorentina venceu o Lecce por 1 a 0, fora de casa, e assegurou a sua permanência na elite do futebol do país. O resultado levou o time aos 45 pontos, na 12.ª colocação, enquanto justamente o Lecce permanece encabeçando a zona de rebaixamento, em 18.º lugar, com 36. Atrás dele, Novara, com 29, e Cesena, com 22, já caíram para a segunda divisão.

Cerci, aos 35 minutos do primeiro tempo, marcou o único gol do jogo realizado em Lecce, que marcou a primeira partida da Fiorentina após a demissão do técnico Delio Rossi. O treinador foi mandado embora na última quarta-feira, horas depois de agredir o atacante sérvio Adem Ljajic, do próprio time de Florença, durante jogo contra o Novara.

Na ocasião, Ljajic aplaudiu o comandante de forma irônica ao ser substituído já aos 32 minutos do primeiro tempo, quando o técnico partiu para cima do atleta e o agrediu com socos no banco de reservas, antes de ser contido por integrantes da comissão técnica e outros jogadores. Suspenso por três meses por sua atitude, ele foi substituído no cargo por Vincenzo Guerini, que comandou o time neste sábado e também o fará na rodada final do Italiano.