Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Torcida vai ao aeroporto e enfrenta tumulto para apoiar o Santos

Por Da Redação 20 dez 2011, 07h17

Cerca de 100 torcedores do Santos foram ao Aeroporto Internacional de Cumbica na manhã desta terça-feira, quando o elenco alvinegro chegou do Japão após ser vice-campeão do Mundial de Clubes. Apesar da derrota por 4 a 0 na decisão contra o Barcelona, só houve gritos de incentivo.

Os fanáticos, no entanto, tiveram pouco contato com seus ídolos. Um a um, os jogadores do Peixe apareceram no portão de desembarques internacionais escoltados por dez seguranças do clube. Com truculência, os funcionários barravam a aproximação de jornalistas e torcedores, orientando aos atletas que andassem depressa e não falassem muito. ‘O Muricy poderia ter colocado um desses gigantes para marcar o Messi’, ironizou um torcedor, após uma tentativa frustrada de conseguir um autógrafo.

O primeiro a aparecer foi Elano, por volta das 6h15. Neymar surgiu logo depois, foi rapidamente cercado pela multidão e, sem dizer nada, caminhou com dificuldades ao ônibus. Ganso também foi bastante assediado e se limitou a dizer que está feliz por jogar no ‘segundo melhor time do mundo’. Um torcedor chegou a tirar o boné do armador, mas o acessório foi recuperado imediatamente por um dos seguranças.

Quando Muricy Ramalho passou, a aglomeração de funcionários e passageiros curiosos diminuiu, mas quem foi a Guarulhos para ver os jogadores continuou com dificuldades até que Arouca, o último a passar pelo saguão, fosse conduzido para a saída, mais de uma hora depois do pouso.

Apesar do tumulto, os santistas aprovaram a atitude da torcida. ‘A gente fica feliz por estarem reconhecendo nosso trabalho’, comentou o lateral direito Danilo, que já está vendido ao Porto. Já o atacante Borges afirmou que não se surpreendeu com a recepção calorosa. ‘Claro que esperávamos isso. Não perdemos para qualquer um, perdemos para o Barcelona’.

O voo que trouxe a delegação alvinegra fez escala em Munique (Alemanha) e chegou ao Brasil 28 horas depois de deixar o Japão. Após a maratona, o plantel está oficialmente de férias. A equipe estreia no Campeonato Paulista em 20 de janeiro, contra o XV de Piracicaba, fora de casa, jogo em que apenas os reservas serão escalados. A reapresentação dos titulares, que trabalharão focando a primeira fase da Libertadores, está marcada justamente para o dia 20.

Continua após a publicidade
Publicidade