Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Torcida se arrepende de protesto e, enfim, aplaude no Morumbi

Por Da Redação 19 nov 2011, 23h47

Antes do jogo contra o América-MG, um grupo de torcedores que ficou nas arquibancadas do Morumbi pegou quatro pedaços de papelão e escreveu ‘bando de vagabundo’ e ‘elenco sem vergonha’. O time, porém, foi fazendo gols e o protesto sumiu. Ao final da vitória por 3 a 1, o São Paulo, finalmente, conseguiu sair de campo aplaudido.

O time não conseguia escapar das vaias em seu estádio desde as rodadas iniciais do Campeonato Brasileiro. Durante os três meses de Adilson Batista, o Tricolor ouviu o protesto mesmo quando fez 3 a 0 no Bahia, mas terminou o primeiro tempo com o 0 a 0. O mesmo ocorreu no retorno de Emerson Leão à arena, já que a equipe foi dominada pelo Avaí na etapa inicial, embora tenha acabado o jogo ganhando por 2 a 0.

Neste sábado, contudo, o gesto de arrancar as mensagens ofensivas ao grupo simbolizou a mudança de ambiente. Estes mesmos torcedores encerraram a partida mais preocupado em elogiar a beleza da assistente Lilian Bruno Fernandes e até oferecer a ela as músicas tocadas pelo sistema de som.Tudo como Leão desejava. O técnico considerou ‘horrível’ ouvir que ele conseguiu fazer o time voltar a vencer no Morumbi, já que isso deveria ser e é uma rotina no Tricolor. Na véspera do triunfo sobre o Coelho Mineiro, avisou que era obrigação ‘se sentir bem na sua cama’. Do contrário, seria prova de que havia muita coisa errada.

Depois do triunfo, o comandante considerou os três pontos deste fim de semana ‘normais’. ‘Voltar ao Morumbi é sempre motivo de orgulho e tranquilidade. Orgulho porque é uma casa maravilhosa para agradar a todos. E tranquilidade porque sempre conseguimos resultados favoráveis’, discursou.

Na prática, o ex-goleiro confirmou este retrospecto. Suas duas únicas vitórias em seis partidas nesta passagem pela equipe ocorreram nas duas vezes em que esteve no estádio, contra Avaí e América-MG. Até o final do ano, ele deve voltar a comandar o time no Morumbi na última rodada, contra o Santos. Na espera de que encerre o ano com os aplausos que o São Paulo, enfim, voltou a ouvir neste sábado.

Continua após a publicidade

Publicidade