Clique e assine com até 92% de desconto

Torcida mata a saudade do Corinthians com festa em casa

Por Da Redação 14 mar 2013, 08h11

Fazia tempo que a torcida do Corinthians não lotava o Pacaembu para uma partida importante. A equipe conquistou a Copa Libertadores no estádio municipal, em julho do ano passado – e, como praticamente abriu mão do Campeonato Brasileiro para se preparar para o Mundial de Clubes, só teve jogos relevantes na capital por causa da rivalidade com Palmeiras e São Paulo. Na noite de quarta-feira, enfim, a atmosfera de decisão voltou a rondar o palco que o clube adotou como casa. Na Praça Charles Miller e nos arredores, o clima era, de novo, de decisão. Se não derrubasse os mexicanos em casa, o clube ficaria em situação complicada na Libertadores 2013. Por isso, os corintianos repetiram os rituais que ajudaram seu time a conquistar a América de forma invicta em 2012. O mosaico no setor das cadeiras laranjas foi um deles. A parte do Pacaembu que exibiu “Vai, Corinthians” na vitória sobre o Boca Juniors, em 4 de julho de 2012, teve uma nova inscrição preparada pelos torcedores. “Bimundial” era a palavra montada pelos cartazes brancos erguidos pelos torcedores. “Mano, a gente precisa ganhar hoje”, dizia o vendedor ambulante Aurélio Macabias, de 27 anos. “Se a gente não ganhar do Tijuana aqui, a casa vai cair.” Não caiu: deu Corinthians, fácil, 3 a 0, gols de Alexandre Pato, Guerrero e Paulinho.

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga VEJA Esporte no Twitter

(Com agência Gazeta Press)

Continua após a publicidade
Publicidade