Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Torcida cria movimento por saída de Frizzo do Palmeiras

Por Daniel Batista

São Paulo – A falta de reforços e o papel desempenhado por Roberto Frizzo no Palmeiras já eram dois dos motivos que mais deixavam insatisfeita a torcida alviverde. A declaração que Luiz Felipe Scolari deu depois do jogo contra o Ajax, relacionando uma coisa com a outra, acendeu ainda mais os ânimos da torcida contra o vice-presidente de futebol do clube.

Sem citar o nome de Frizzo, Felipão reclamou da postura do seu superior. “Só tenho o Cicinho para a lateral direita. O atleta que eu queria para ser peça de reposição era o Jonas. Por piadinhas, ele não veio”, contou o técnico, que também relacionou o insucesso na negociação com o meia Wagner com as “piadinhas mal colocadas”: “É aí que perco jogadores”.

O recado foi direto para o vice-presidente, que, recentemente, quando perguntado sobre a possível contratação de Jonas, lembrou que “a Bíblia diz que Jonas deve ir para a baleia”, em referência a uma passagem bíblica e ao apelido do Santos, clube que também negociava com o jogador. Na semana passada, também brincou com o nome do argentino Barcos, da LDU, que o Palmeiras tenta contratar. “O Palmeiras não é marinha para querer ter Barcos.”

A torcida não gostou nada de saber que a falta de reforços está diretamente relacionada aos gracejos de Frizzo. Pela internet, criou um abaixoassinado pedindo o afastamento do vice de futebol, alegando “total desrespeito e desinteresse para com o clube”. O texto da petição pública lembra que a assessoria da presidência do Palmeiras divulgou nota mostrando-se contrária a manifestações pública. Assim, os torcedores optaram pelo abaixoassinado, endereçado ao presidente Arnaldo Tirone.

O movimento, que vem sendo divulgado em redes sociais, porém, não deve ter efeito prático, já que Frizzo ocupa um cargo eletivo e, para deixá-lo, precisaria sofrer um longo e burocrático processo interno no clube.