Clique e assine a partir de 9,90/mês

Torcedor que atirou banana em Daniel Alves é solto

David Campayo Lleo prestou depoimento à polícia e foi liberado

Por Da Redação - 30 abr 2014, 13h56

David Campayo Lleo, o torcedor do Villarreal detido por ter lançado uma banana em direção ao brasileiro Daniel Alves, foi solto após prestar depoimento às autoridades espanholas nesta quarta-feira. O subdelegado do governo de Castellón, David Barelles, confirmou a liberação do jovem de 26 anos, enquadrado no artigo 510 do Código Penal – relativo àqueles que “provoquem a discriminação, o ódio e a violência contra grupos ou associações por motivos racistas”. Barelles explicou que as diligências foram entregues ao juiz, que, por sua vez, será o responsável por dar continuidade ao procedimento ou arquivar o caso.

Leia também:

‘Daniel Alves não vai repetir gesto’, afirma o pai do lateral

‘Não há racismo no futebol’, diz técnico da seleção espanhola

Continua após a publicidade

Com bananas, as celebridades apoiaram Daniel e Neymar

Um dia após o incidente, ocorrido no último domingo, durante uma partida entre Villarreal e Barcelona pelo Campeonato Espanhol, o clube identificou o autor da agressão, que teve seu título de sócio cassado e foi banido para sempre dos jogos da equipe. O ato racista do torcedor desencadeou uma forte repercussão na internet e na imprensa internacional nos últimos dias, justamente por causa da reação inesperada do brasileiro diante da ofensa. O lateral-direito Daniel Alves reagiu rapidamente ao ver a banana atirada aos seus pés quando se preparava para cobrar um escanteio: ele pegou a fruta, comeu um pedaço e lançou a bola em direção à área. A atitude foi muito elogiada pelas redes sociais, principalmente depois do apoio de Neymar – e uma forcinha de uma agência de publicidade.

Reinaldo Azevedo: A aula de Neymar e Daniel Alves de combate ao racismo

​(Com agência EFE)

Publicidade