Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Torcedor do Cruzeiro morre durante comemoração em BH

A festa pelo conquista da taça começou tranquila, mas acabou em confusão

Por Da Redação 14 nov 2013, 10h01

Confusões marcaram a festa dos torcedores do Cruzeiro depois da conquista do tricampeonato brasileiro. Após o triunfo sobre o Vitória, por 3 a 1, na noite de quarta-feira, em Salvador, milhares de pessoas saíram às ruas de Belo Horizonte para festejar. Em meio às comemorações, um adolescente morreu depois de cair da carroceria de uma caminhonete. Robson Almeida Alves, de 16 anos, bateu a cabeça e foi socorrido, mas não resistiu ao ferimento. O motorista do veículo foi levado para a delegacia para prestar depoimento. No total, oito pessoas estavam na caminhonete. Além de Alves, outros dois jovens ficaram feridos. A Polícia Militar calcula que pelo menos 10.000 cruzeirenses estavam nas ruas da capital mineira na madrugada desta quinta. Nesta quinta, os jogadores do Cruzeiro devem desfilar em dois carros do Corpo de Bombeiros.

Leia também:

Cruzeiro enfim confirma o título e vira tricampeão brasileiro

O elenco campeão: Cruzeiro investe alto – e acerta no alvo

Rivalidade acirrada e volta ao Mineirão empurram campeão

Continua após a publicidade

Marcelo Oliveira: o técnico do tri é um ex-ídolo… do Atlético

Cruzeiro, no grupo dos campeões mais dominantes do país

A celebração começou tranquila, mas terminou mais cedo depois de uma confusão com o policiamento. Os PMs tiveram de usar bombas de gás – em meio à festa, baderneiros aproveitaram o tumulto para saquear lojas e quebrar vidros de ônibus. Um dos alvos dos vândalos foi a loja oficial de produtos do arquirrival Atlético-MG, que ficou totalmente destruída. Pelo menos treze pessoas foram detidas. Os principais pontos de tumulto foram a Praça Sete e a Praça da Estação. A comemoração do elenco foi bem mais tranquila: o time se reuniu numa churrascaria depois do triunfo no Barradão. No restaurante, o atacante Dagoberto – que conquistou seu quarto título brasileiro, depois de levantar a taça também por Atlético-PR e São Paulo – pediu tranquilidade aos torcedores. “Comemorem, vocês merecem. A torcida está muito feliz, vibrando nas ruas. Mas vamos ficar em paz. Não vamos deixar coisas ruins atrapalharem a gente.”

De acordo com o presidente do Cruzeiro, Gilvan de Pinho Tavares, o torcedor do clube teve papel essencial na conquista. “Gostaria de dirigir uma palavra de agradecimento a essa maravilhosa torcida, que é uma das coisas mais bonitas que eu já vi. A torcida do Cruzeiro é a mais apaixonada do Brasil, a que torce mais bonito, que faz as coreografias mais interessantes. A torcida do Cruzeiro foi fator fundamental para o comportamento do nosso time nos jogos no Mineirão. O Cruzeiro ficou quase imbatível no Mineirão por causa da nossa torcida”, discursou, lembrando que a equipe só perdeu um jogo em casa na competição. “Os jogadores se sentem obrigados a render muito mais por causa do entusiasmo que a torcida transmite a eles.”

(Com agência Gazeta Press)

Continua após a publicidade
Publicidade