Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Titular da seleção, Tardelli deve se transferir para a China

Atacante do Atlético-MG diz ter recebido 'propostas irrecusáveis' da Ásia

Por Da Redação 8 jan 2015, 16h02

O atacante Diego Tardelli se apresentou ao Atlético-MG, mas já fala em tom de despedida. O maior ídolo da torcida admitiu nesta quinta-feira que recebeu propostas de dois clubes chineses – o favorito para contratá-lo é o Shandong Luneng, equipe dirigida pelo técnico Cuca, com quem Tardelli foi campeão da Libertadores. Titular da seleção desde o retorno do treinador Dunga, Tardelli não teme perder espaço na equipe nacional e admite que sua saída está próxima.

Leia também:

Em crise, futebol brasileiro tem mercado morno

Time mais brasileiro da Europa, Shakhtar confirma 5 amistosos no Brasil

‘Donos do Mineirão’, atleticanos provocam rivais após título

“É uma proposta que mudaria minha situação e da minha família. Todos os jogadores gostariam de estar no meu lugar neste momento. É irrecusável, mas tem de ser boa para mim e para o clube. Se ficar, vou ficar mais feliz ainda, porque já estou acostumado com o clube e com a torcida”, comentou o artilheiro de 29 anos. Tardelli revelou que o atual campeão chinês, Guangzhou Evergrande, também fez uma ótima proposta. Mas o negócio ainda não está fechado. “Está nas mãos da diretoria.”

Tardelli revelou nesta quinta-feira à TV Globo que conversou com integrantes da CBF antes de tomar a decisão de jogar na China. Na sua primeira passagem pela seleção, e já neste início do novo trabalho, Dunga convocou atletas que atuam fora dos grandes centros do futebol mundial – times de Holanda, Rússia, Ucrânia e até Grécia já tiveram atletas na seleção brasileira. Mas até hoje nenhum brasileiro em atividade na China foi chamado para a seleção. Em duas passagens pelo Atlético-MG, Tardelli conquistou cinco títulos: dois estaduais, uma Recopa Sul-Americana, uma Copa do Brasil e uma Libertadores.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade