Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Tite vacina o Corinthians para o caso de derrota na estreia em casa

O primeiro compromisso do Corinthians como mandante na atual edição da Copa Libertadores será nesta quarta-feira, contra o paraguaio Nacional. A pressão pela vitória existe, uma vez que o mexicano Cruz Azul já venceu seus dois jogos, mas o técnico Tite tenta espantá-la.

‘A busca é por desempenho e vitória. Não vindo a vitória, não é para dizer que perdeu a classificação. Precisamos vencer? Precisamos. Precisamos jogar bem? Precisamos. Mas é preciso encarar de forma natural’, discursou o comandante, nesta sexta-feira.O Timão divide a segunda colocação do Grupo 6 com o Deportivo Táchira, com quem empatou por 1 a 1 em sua estreia, na Venezuela. Apesar das palavras do chefe, o elenco está contagiado pela necessidade de conquistar os três pontos e evitar que os dois jogos contra o Cruz Azul, que teoricamente é o principal concorrente dos brasileiros na chave, se transformem em decisões. O zagueiro Leandro Castán chegou a dizer até que um simples triunfo por 1 a 0 será encarado como goleada.

‘O clima é diferente, o envolvimento é diferente, a grandeza da competição é diferente, mas tem que ser encarado com naturalidade’, reiterou Tite, apostando na experiência de seus comandados. ‘Experiência pesa tanto quanto a parte emocional, a tática, a física e a técnica. O que mais pesa é o lado técnico, mas ele só vai fluir se a cabeça estiver legal. É assim jogando bola, tênis, pingue-pongue e um monte de coisa’, completou.