Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Tite ‘reintegra’ Chicão, mas deixa dúvida ao promover Paulo André

Ainda pode demorar um tempo para Chicão reconquistar seu espaço na defesa titular do Corinthians. O antigo capitão da equipe, que na semana passada instalou polêmica ao pedir dispensa do clássico contra o São Paulo por ter que iniciar no banco, voltará a ser relacionado. Cabe ao técnico Tite agora desfazer a dúvida de qual será sua dupla titular no domingo que vem, diante do líder Vasco, em São Januário. Inicialmente promovido, Paulo André espera a seu lado Leandro Castán, Chicão ou Wallace.

No jogo contra o Bahia, Wallace atuou pela segunda vez seguida porque Leandro Castán, com dores na panturrilha esquerda, esteve fora – a primeira oportunidade havia sido no Morumbi, diante do São Paulo, no lugar de Chicão. Após se passarem duas rodadas com a zaga antes considerada B, Tite diz não ter definido quem segue.

‘No sábado, chamei o Castán e disse que ia esperar o teste (médico) dele, porque queria ver a condição dele e ele iria jogar (na vaga que foi de Wallace) pela sequência que vinha tendo. Agora, a minha opção é pelo Paulo André, pelo nível de atuação nos dois jogos’, comentou, sem especificar sua preferência para a outra vaga, dentre as três opções existentes no momento.

‘O Chicão ficou fora desse jogo (com o Bahia) para que tivesse condição de treinar e, a partir de agora, a gente poder utilizá-lo. Agora ele estará em condição normal para os trabalhos durante a semana, nós vamos ter tempo maior de treinamento’, ressaltou o comandante corintiano, ao classificar a dúvida na formação como um ‘pepino’ que tem de ser descascado até domingo.

O certo é que a série de dois jogos sem ser vazado com a ‘zaga B’ em campo não significa a continuidade também de Wallace. No entendimento do treinador, a consistência defensiva da equipe vai desde a marcação dos atacantes até o desempenho do goleiro Julio Cesar. Ou seja, não necessariamente foi resultado de boa atuação do zagueiro, que não atuou bem de fato.