Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Tite projeta evolução de Adriano após gol do atacante

Por AE

São Paulo – Depois de ver Adriano marcar o seu primeiro gol com a camisa do Corinthians da tarde do último domingo, quando o atacante garantiu a vitória por 2 a 1 sobre o Atlético-MG, de virada, no Pacaembu, e deixou o time na liderança isolada do Campeonato Brasileiro, o técnico Tite começa a projetar uma evolução do jogador nestes últimos dois jogos da competição.

Adriano acabou vivendo sua primeira tarde de herói pelo clube depois de ter sido descartado pelo treinador em outros jogos, sendo que no confronto anterior, diante do Ceará, na última quarta-feira, ficou o tempo todo na reserva a viu o peruano Ramirez brilhar com o gol que assegurou o triunfo por 1 a 0, em Fortaleza. Agora, porém, o Imperador mostrou que poderá ser decisivo para o Corinthians e ganhou mais confiança do comandante, sempre temeroso em colocar o atleta em campo por causa da sua condição física ainda muito longe do ideal.

“Ele tem espaço para melhorar, desde que entenda dessa forma e trabalhe forte. De mim ele vai ouvir sempre o sim na hora do sim e o não na hora do não. Vou procurar ser justo não só com ele”, afirmou Tite, em entrevista coletiva após o jogo de domingo, deixando claro que o jogador precisa seguir se empenhando nos treinos para melhorar a sua forma e assim provar de vez que poderá ser útil contra Figueirense, no próximo domingo, em Florianópolis, e contra o Palmeiras, no dia 4 de dezembro, na rodada final do Brasileirão.

O próprio Adriano admite que não pode se acomodar após o gol feito contra o Atlético-MG, que encerrou um jejum longo pessoal sem balançar as redes adversárias. “É muito importante para mim esse gol. Depois de tanto tempo, de um ano e cinco meses sem marcar, poder fazer um gol como este não tem explicação”, festejou o atacante, para depois, porém, admitir: “Ainda falta muito para mim”.

Adriano não fazia um gol desde o dia 20 de maio de 2010, quando deixou a sua marca em jogo que selou a eliminação do Flamengo da Copa Libertadores do ano passado, no Chile. Depois, ele teve uma passagem frustrante pela Roma, antes de fechar sua transferência para o Corinthians. Na equipe alvinegra, o Imperador acabou atrapalhado por uma lesão no Tendão de Aquiles, que retardou sua volta aos gramados, e ainda não iniciou nenhuma partida como titular. E esse confronto do último domingo foi apenas o seu quarto com a camisa corintiana.