Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Tite: ‘Gostaria que a Copa começasse em três dias’

Treinador da seleção brasileira lamentou a parada de seis meses até o próximo jogo, fora de casa, diante do Uruguai

Tudo mudou na seleção brasileira em cinco meses. O time que antes temia ficar fora da Copa do Mundo pela primeira vez sob o comando de Dunga, hoje já calcula com quantos jogos de antecedência poderá carimbar o passaporte para a Rússia. Logo após a vitória por 2 a 0 sobre o Peru, em Lima, a sexta consecutiva, o técnico Tite lamentou a longa parada que o time fará e disse que gostaria que o Mundial já começasse nesta semana.

“Gostaria que a Copa começasse em três dias. Que m…, que pena que parou. Queria dar sequência”, disse, lamentando o fato de só voltar a campo em março do ano que vem, quando o Brasil enfrentará o Uruguai, em Montevidéu. “Isso é ruim profissionalmente. É aquele reinventar, estava ajustando as coisas, e interrompe. Tenho que me virar com essa história toda”, disse o gaúcho, que só havia treinado clubes ao longo de sua carreira.

Tite voltou a dizer que não esperava uma sequência tão positiva, com seis vitórias em seis jogos. “Não caiu a ficha ainda. Vai cair na sequência, de todo o trabalho realizado, da mobilização muito grande. Somos muito expostos e quero achar um meio-termo, um técnico e o seu grupo de trabalho precisam saber dividir essas situações. Não sei se eu mereço isso, mas estou muito feliz.”

Apesar da parada, Tite garante que seguirá trabalhando forte, analisando os atletas, inclusive aqueles que não têm sido lembrados nas últimas convocações. “Já temos uma série de viagens para acompanhar atletas que estão sendo convocados, e outros que não estão. Quero assistir jogos do Elias, do Luiz Gustavo, e outros. Para que eu tenho o maior nível de acompanhamento, para ser justo. Vou errar, mas quero ser justo e acompanhar esses jogos.”