Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
CLIQUE E RECEBA A REVISTA EM CASA A PARTIR DE R$14,90/MÊS Clique e receba em casa a partir de R$ 14,90

Tite e jogadores criticam Messi: ‘Tem que aceitar quando é vencido’

<p>Além do técnico, Daniel Alves e Marquinhos não aprovaram as declarações do argentino de que a “Copa América estava armada para o Brasil”</p>

Por Alexandre Senechal, Luiz Felipe Castro, Alexandre Salvador Atualizado em 11 jan 2022, 17h09 - Publicado em 7 jul 2019, 22h52

RIO DE JANEIRO – Após o técnico do Peru, o argentino Ricardo Gareca, afirmar, em entrevista coletiva, que não concordava com as críticas de Lionel Messi em relação à arbitragem da Copa América e que a competição estaria “armada para o Brasil”, a seleção brasileira também se manifestou sobre o assunto. Tite, Daniel Alves e Marquinhos desaprovaram as declarações do argentino.

O técnico Tite foi bastante duro com Lionel Messi. De acordo com o técnico da seleção, o “extraterrestre”, como ele mesmo define o jogador, tem que ter mais respeito. “Ele tem que entender e aceitar quando é vencido. Calma, cuidado. Respeito”. O treinador inclusive defendeu que o atacante não deveria ter sido expulso na decisão de terceiro lugar contra o Chile, porque não fez nada.

As reclamações de Messi começaram na derrota na semifinal para o Brasil, em Belo Horizonte. O camisa 10 da Argentina reclamou muito da arbitragem, que não teria marcado dois pênaltis claros para a sua equipe. Tite afirmou que também já foi prejudicado várias vezes, inclusive nesse domingo, 7. O técnico relacionou a atuação do chileno Roberto Tobar com as afirmações de Messi. “Colocou uma pressão muito grande pela grandeza que ele tem. Sofreu apenas três faltas contra nós. Jogamos limpo contra ele o tempo todo. É muito claro”.

“Não concordo com ele. Acho que tem profissionais que trabalharam muito por essa competição, que lutaram muito por ela e acredito que, merecidamente, eliminamos eles”, corroborou Daniel Alves na zona mista após a vitória sobre o Peru por 3 a 1, no estádio do Maracanã. O capitão da seleção é muito amigo de Messi, mas não está preocupado em esclarecer a situação e não vai entrar em contato com o craque para falar sobre isso. “Eu não, eu vou é comemorar”, resumiu. Marquinhos foi ainda mais incisivo. “Muitas coisas aconteceram a favor dele no Barcelona e na seleção, e nunca vi ele reclamando de arbitragem. Ele perdeu, tem que aceitar e engolir no seco”.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade