Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Tite absolve Alessandro depois de expulsão: ‘Falta era para amarelo’

A expulsão de Alessandro nos minutos finais do primeiro tempo foi muito questionada por Tite no intervalo. Ao fim do empate com o Internacional, porém, o treinador foi mais suave nas críticas.

‘O critério utilizado em lances anteriores não demonstra isso (que o lateral direito corintiano deveria ter sido expulso). Poderia ter evitado? Poderia, mas era falta para receber cartão amarelo’, analisou o comandante corintiano.

O árbitro da partida foi Evandro Rogério Roman, que no segundo tempo também tirou de campo o meia colorado D’Alessandro por conta de falta em Alex, com dois cartões amarelos. Mas para Tite, o lateral direito Nei deveria ter sido expulso antes, ainda na etapa inicial, em duas oportunidades – ele já tinha amarelo quando dominou uma bola com o braço direito e, depois, ao derrubar Jorge Henrique com falta na meia-lua da área.

‘Eu falei da arbitragem no último jogo. Vou ficar observando a análise de vocês’, comentou o treinador corintiano, que, na rodada passada, durante a vitória sobre o Cruzeiro, em Sete Lagoas, foi obrigado pelo árbitro Pablo dos Santos Alves a se retirar do banco de reservas em direção ao vestiário por reclamar acintosamente de pênalti marcado a favor da equipe mineira.

O substituto imediato da lateral direita no confronto de domingo que vem, diante do Avaí, no Pacaembu, será Welder. A princípio, este deverá ser o único desfalque para o técnico Tite, que tem retorno de confirmado do lateral esquerdo Ramon (como opção para Fábio Santos) e ainda espera resposta dos atacantes Emerson e Adriano, ambos entregues ao departamento médico.