Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Tirone recorda caso Kleber e diz que desrespeito partiu do Flamengo

Por Da Redação 2 jun 2012, 18h27

O presidente do Palmeiras, Arnaldo Tirone, demonstrou irritação com a notificação enviada pelo Flamengo com a acusação de aliciamento sobre Ronaldinho Gaúcho. Na tarde deste sábado, o dirigente respondeu ao citar que o time carioca criou problemas ao Verdão quando tentou contratar o atacante Kleber no ano passado.

‘O que eu gostaria é que o Flamengo respeitasse os direitos dos jogadores, foi o caso do Kleber, eles erraram e nos prejudicaram, conversaram com advogado e o representante do jogador, enquanto não achávamos inteligente vender’, disparou o mandatário, em entrevista à Rádio Bandeirantes.

A notificação enviada pelo Flamengo não traz preocupações a Arnaldo Tirone.’É um problema deles, eles precisam vir a público e provar. Não houve contato, eu mandei um e-mail para a Patrícia e falamos que não tínhamos interesse’, comentou o dirigente da agremiação paulista.

Questionado sobre o real interesse palmeirense em Ronaldinho Gaúcho, Arnaldo Tirone diz que aceitaria debater sobre a negociação desde que tivesse o apoio de investidores para bancar a maioria dos gastos. No entanto, o presidente alviverde justifica que só iniciaria as conversas a partir do fim da briga judicial entre o meia e o Flamengo.

‘Não adianta ficar sonhando ou enganando a torcida. Ele ainda é jogador do Flamengo, há um problema jurídico, em nenhum momento conversamos. É uma operação difícil’, avisou Tirone, que também deu, porém, sinais de preocupação com a postura do camisa 10. ‘Se o Flamengo teve problemas, o Palmeiras também pode ter’, encerrou.

Continua após a publicidade
Publicidade