Clique e assine a partir de 9,90/mês

Tirone ainda não falou com Frizzo sobre críticas de Felipão

Por Da Redação - 19 jan 2012, 12h14

O técnico Luiz Felipe Scolari entrou em atrito com o vice-presidente de futebol do Palmeiras, Roberto Frizzo, ao dar declarações indiretas dizendo que o dirigente tem atrapalhado as negociações para contratação de reforços. Isto aconteceu no sábado, mas até a tarde desta quinta-feira o presidente Arnaldo Tirone ainda não havia conversado com Frizzo sobre o mal-estar com Felipão.

‘Para ser sincero, não tive nem tempo para conversar. O Frizzo não estava em São Paulo nos últimos dias. Até falei com ele no celular sobre outros assuntos, mas não sobre isso. Vou falar com o Frizzo entre hoje e amanhã para saber o que aconteceu’, declarou Tirone à Rádio Bandeirantes.

Frizzo é conhecido por responder com ironia ao ser questionado sobre negociações. Na última sexta-feira, por exemplo, disse que ‘o Palmeiras não é a Marinha para saber de barco’ ao falar sobre o interesse alviverde pelo atacante argentino Hernán Barcos, da LDU.

‘O (meia) Wagner era quase nosso, mas foi para o Fluminense por causa de algumas piadinhas mal colocadas. Ele não quis o clube porque achou que debochavam dele. É aí que perco jogadores’, reclamou Scolari no sábado, sem citar o nome do vice.

Continua após a publicidade

Sempre adotando um tom conciliador, Tirone deixou claro que não quer entrar em atrito nem com Felipão nem com Frizzo, e pretende apaziguar o desentendimento entre os dois.

‘O Frizzo é o meu vice e quer o melhor para o Palmeiras, assim como o Felipe. Temos que seguir um caminho de tranqüilidade para continuar trabalhando’, afirmou.

Publicidade