Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Time alcança recorde histórico, mas Leão cobra liderança no Paulista

A 11vitória consecutiva, atingida na goleada por 5 a 2 sobre o Bahia de Feira de Santana, fez o atual time do São Paulo igualar a maior sequência de triunfos da história do clube, que só havia ocorrido em 1943 e 1982. Mas o exigente Emerson Leão prefere apontar para outro lado e lembra: é necessário vencer o Linense no domingo, em Lins, para terminar a primeira fase do Campeonato Paulista na liderança.

‘Temos um índice muito bom, conseguimos igualar uma marca de 1943, o que não é fácil. E os compromissos nossos também são difíceis. Mas precisamos deixar isso passar e correr atrás de vitórias de novo. Não temos moleza nem tempo para ficarmos felizes e metidos. No domingo, estaremos no campo adversário exigindo mais uma vitória para podermos gozar, pelo menos, do direito de jogar no Morumbi’, falou o técnico.

O Tricolor precisa dos três pontos no interior do Estado para ficar na frente do Corinthians, que tem os mesmos 43 pontos, mas perde no saldo de gols (22 contra 16) e enfrenta a Ponte Preta em Campinas. Tabela à parte, caso triunfe no fim de semana, o elenco são-paulino ficará marcado como a equipe com maior número de vitórias consecutivas em toda a história do clube.

‘É uma marca importante, que vai ser lembrada por um bom tempo. Espero que não paremos em 11 vitórias e que conquistemos a próxima para o elenco ser o único a conquistar 12 vitórias consecutivas. Vamos trabalhar para isso acontecer. O grupo inteiro merece’, enalteceu Denis.

Exaltar demais a marca, contudo, está proibido. ‘Não temos empolgação. Temos que ter justiça com o que fazemos e sermos merecedores. Logicamente devemos aproveitar, gozar a vitória e sorrir, mas não se iludir. É muito cedo ainda, o ano está só começando’, disse Leão, ressaltando que o objetivo é ser campeão.

‘Precisamos pensar que no domingo temos um jogo altamente decisivo, que representa para nós a classificação em primeiro lugar. O Campeonato Paulista é um até agora, no qual ainda estamos em primeiro, e depois é outro. Infelizmente, a perspectiva futura no campeonato é pequena, mas vamos para um jogo decisivo’, falou, reclamando do regulamento que dá ao líder, nas quartas de final do Estadual, só a chance de atuar em casa no jogo único, sem vantagem do empate.

‘Não é grande coisa, mas é jogar com o apoio da torcida, que com certeza vai comparecer em peso. E ficar em primeiro dá moral, confiança. Por isso a importância de jogar em casa. A liderança não é grande coisa, mas é válida para irmos com tudo para a fase final’, apontou Luis Fabiano.