Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Tensão na McLaren: Button rebate críticas de Ron Dennis

Piloto inglês chamou o chefe da equipe de 'palestrante motivacional'

O piloto inglês Jenson Button respondeu nesta quinta-feira às declarações do chefe da McLaren, Ron Dennis, que pediu ao campeão mundial de 2009 mais empenho para melhorar a performance da equipe na temporada da Fórmula 1. Button afirmou, em entrevista coletiva em Silverstone, onde acontece o GP da Inglaterra neste fim de semana, que os maus resultados não são culpa de uma única pessoa, mas de todo o time.

Leia também:

FIA anuncia mudanças na Fórmula 1 para 2015

Rosberg vence com dobradinha da Mercedes na Áustria

Massa volta a criticar Pérez: ‘Não vou mais confiar nele’

Piloto mais experiente na grid da Fórmula 1, com 255 corridas disputadas, Button foi duro na resposta ao seu chefe. “Ron talvez esteja treinando para ser um palestrante motivacional. Quando se está mal há 18 meses, nada é fácil. Todos precisamos trabalhar mais forte como um time.” Button se defendeu dizendo que se entrega por completo à McLaren. “Eu não faço as coisas pela metade. Tenho a experiência necessária para saber que tenho de dar 100%, e eu sempre o faço, seja no paddock, na fábrica ou no telefone com os engenheiros.”

Ron Dennis, chefe executivo da McLaren vencedora nas décadas de 80 e 90, comentou nesta semana sobre a má fase da equipe. “Tenho certeza que Kevin Magnussen, o outro piloto titular, está dando um grande alerta a Button. De certa forma, é bom saber que fiz uma boa escolha com Kevin. Por outro lado, acredito que Button, um campeão mundial, poderia superar seu companheiro de forma mais consistente.”

Siga no Instagram: uma seleção de fotos exclusivas em @vejanoinsta

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga VEJA Esporte no Twitter

O chefe da McLaren continuou as críticas. “Se quero que ele se esforce mais? Certamente! Ele é um piloto muito bem pago.” O contrato de Button com a McLaren termina no final da temporada, e as palavras de Ron Dennis podem sinalizar que não haverá um novo acordo. O piloto mantém a cautela sobre o tema. “Só estou pensando em fazer o melhor, mas não posso discutir meu futuro agora.”

Button é o oitavo colocado no Mundial de pilotos, com 43 pontos, 14 à frente de seu colega Magnussen, que ocupa a 10ª posição em sua temporada de estreia na Fórmula 1. A McLaren está na sexta colocação no campeonato de construtores, com 72 pontos, 229 a menos que a líder Mercedes.

(Com Estadão Conteúdo)