Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Tenistas se unem para vetar saibro azul de Madri

O saibro azul usado no Masters 1000 de Madri continua gerando polêmica. Nos bastidores, atletas como Rafael Nadal e Novak Djokovic, dois dos mais ativos no meio político do tênis e críticos assumidos do piso espanhol, organizam uma reunião geral com outros jogadores e a comissão de torneios da ATP a fim de aumentar o poder de voz dos tenistas em casos como o da mudança da coloração do saibro em questão, alterado sem ao menos ter sido aprovado pelos principais atletas da categoria.

A mudança da cor do saibro de Madri se deu por conta de opção do ex-jogador e dono dos direitos do torneio, Ion Tiriac. Segundo o romeno, a cor azul aumentaria o contraste entre o piso e a bolinha, tornando mais fácil observar e disputar as partidas. Azul, porém, é a cor do logo do principal patrocinador da competição, argumento utilizado pelos tenistas para explicar a mudança repentina de coloração do saibro.

Entre as reclamações técnicas dos tenistas estão o pouco quique da bola, a alta velocidade do jogo e, principalmente, a estabilidade do piso, que seria mais escorregadio que o normal. Rafael Nadal, que criticou o piso antes mesmo de sua estreia no torneio, é um dos tenistas que mais reclamam da mudança. Nesta quarta, o espanhol reiterou a decisão de não atuar na próxima edição do Masters 1000 madrilenho, caso a organização insista em manter o saibro azul como piso do torneio.’Não costumo falar as coisas por falar. Quando digo uma coisa, é porque acredito naquilo. Madri é um local maravilhoso para mim, onde sinto o apoio da torcida, uma das maiores cidades do mundo. É inaceitável que decidam colocar um torneio nestas condições no meio da temporada do saibro. Se for mantida a quadra azul, não vou jogar lá, o que para mim é decepcionante’, afirma o número dois do mundo.

Outro que voltou a criticar o saibro de Madri foi o número 1 do mundo, Novak Djokovic. Nesta segunda, o sérvio não perdeu a oportunidade de lembrar de alfinetar o piso espanhol. Segundo Djoko, o saibro vermelho tornou-se ‘um paraíso’ após a semana de partidas no piso azul.

A reunião entre os tenistas deve acontecer em Wimbledon, onde o terceiro Grand Slam da temporada será realizado entre os dias 25 de junho e 8 de julho. Caso seja aprovada a possibilidade de voto em mudanças gerais dos torneios, a decisão da volta do saibro vermelho a Madri deve ser tomada no US Open, entre 27 de agosto e 9 de setembro, justamente onde, em 2011, foi anunciada a decisão de usar a cor azul no piso espanhol.