Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Tenista se irrita com torcedor tagarela: “Pode voltar para casa”

Stanilas Wawrinka, terceiro do ranking mundial, está mesmo com moral: repreendeu um político famoso que conversava com o presidente da Federação

O suíço Stan Wawrinka já não é dos tenistas mais sorridentes do circuito. Na maioria das vezes sério e com a cara fechada, o terceiro colocado do ranking mundial teve um bom motivo para demonstrar seu mau humor na partida contra o alemão Jan-Lennard Struff, no Masters 1000 de Paris. Em seu saque, no intervalo entre os pontos, ele se irritou com um torcedor exaltado que falava durante boa parte da partida. Wawrinka se dirigiu a ele na primeira fila das arquibancadas e disparou: “Ei! Você não se importa que eu jogue?  É sério, já é meia-noite, se você não quer ver a partida, pode voltar para casa”, falou o jogador, bravo com a tagarelice.

A repreensão de Wawrinka, porém, não foi a um espectador qualquer. O “papagaio” na plateia era Jean-Vincent Place, secretario de Estado da Reforma Administrativa do governo francês, que conversava com ninguém menos do que o presidente da Federação Francesa de Tênis, Jean Gachassin. Em entrevista a um canal francês, Jean-Vincent Place admitiu ter sussurrado durante os pontos, mas achou exagerada a atitude do suíço. “É verdade que eu sussurrei no ouvido de Jean Gachassin, mas eu particularmente acho que Wawrinka foi um pouco nervoso, porque eu raramente havia visto ele em um dia tão ruim”, disse o político.

Além do infortúnio com o secretário, Wawrinka perdeu a partida de virada por 2 sets a 1 e deu adeus ao Masters 1000 de Paris, um dos mais importantes do circuito, logo na estreia.