Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Tenista francês é expulso da delegação por mau comportamento

Durante discussão, Benoit Paire disse que “estava feliz em ir embora” da Vila Olímpica

Por Da Redação - 10 ago 2016, 20h43

Na terça-feira, o tenista francês Benoit Paire perdeu para o italiano Fabio Fognini e deu adeus aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Pouco depois de ser eliminado da competição, ele também foi expulso da delegação francesa e da Vila Olímpica por mau comportamento.

Baixe grátis as edições digitais de VEJA sobre a Olimpíada do Rio

O anúncio foi feito pelo diretor técnico da equipe de tênis da França, Arnaud Di Pasquale. “Tenho que anunciar a expulsão de Benoit Paire da equipe francesa depois de vários atos de indisciplina, numerosas discussões e infrações. É inadmissível e uma falta de respeito o que ele tem feito com seus companheiros e com os dirigentes no dia a dia”. Di Pasquale fez questão de ressaltar que a decisão foi tomada com o aval do presidente da entidade, Jean Gachassin.

“Não podemos violar as regras nem faltar com o respeito a essa camisa. Pedi a ele que fizesse as malas e que queríamos vê-lo fora daqui. Ele tem sido intolerável e feito coisas inaceitáveis. Foram várias as advertências”, complementou Di Pasquale, sem explicar quais seriam as atitudes inaceitáveis. 

Publicidade

Hoje, o atleta, que teria dito que “estava feliz em ir embora” durante a discussão com os dirigentes, emitiu um comunicado oficial pedindo desculpa por sua postura após a eliminação dos Jogos. “Eu quero me desculpar pela interpretação de alguns comentários para a França, os franceses e meus patrocinadores. Eu amo as Olimpíadas e estou muito orgulhoso de ter vestido as cores do uniforme francês. Eu não estava na minha melhor disposição psicológica devido a problemas de organização e comunicação que não eram de minha responsabilidade. Eu desejo o melhor para todos os atletas franceses que ainda estão no Rio de Janeiro”.

 

Publicidade