Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Tênis: Serena Williams vence 1º título pós-maternidade e doa premiação

Campeã de 23 Grand Slams, a americana de 38 anos não levantava um troféu desde 2017

Por Da Redação - 13 jan 2020, 13h49

A tenista americana Serena Williams foi campeã do Aberto de Auckland no último domingo 12, na Nova Zelândia, com vitória por 2 sets a 0 (parciais de 6/3 e 6/4) sobre a compatriota Jessica Pegula. Aos 38 anos, a número 9 do ranking mundial venceu seu primeiro título após o nascimento de sua filha, Alexis Olympia, e decidiu doar toda a premiação em dinheiro, de 43 000 dólares (cerca de 175 000 reais), para ajudar no combate aos incêndios na Austrália.

“É uma sensação muito boa. Fazia tanto tempo, vocês podem ver o alívio no meu rosto. Você precisa ser sua maior motivadora, especialmente se você sente que não está fazendo tudo corretamente, ou se você está fazendo tudo certo, mas as coisas não estão dando certo para você. É só um passo em direção ao próximo objetivo”, disse Serena após o título.

A americana não levantava um troféu desde 2017, quando foi campeã no Aberto da Austrália, seu 23º e último título de Grand Slam, conquistado quando Serena já estava grávida. Serena voltou ao circuito seis meses após a maternidade mas, até ontem, só tinha batido na trave em cinco torneios, entre eles dois Grand Slam (Wimbledon e Us Open, duas vezes em cada).

De volta às conquistas, Serena está a um passo de igualar a tenista australiana Margaret Court, que sustenta o recorde de maior vencedora de Grand Slams desde 1973, com 24 títulos. Ela terá a chance de igualar a marca no Australian Open, torneio do qual já foi campeã em sete oportunidades e que começa no próximo dia 20.

Publicidade