Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Tênis: Marcelo Melo fica a uma vitória de se tornar número 1 nas duplas

Mesmo tendo trocado de parceiro, brasileiro manteve a boa forma que o levou ao título de Roland Garros e pode subir da terceira posição para o topo da lista

O brasileiro Marcelo Melo está muito próximo de se tornar o número 1 do tênis de duplas. Jogando com o parceiro polonês Lukasz Kubot, o tenista mineiro avançou às quartas de final do ATP de Viena, na Áustria, com vitória por 2 sets 1 sobre os colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah, com parciais de 6/3, 6/7 (9/11) e 10/8. Com isso, Melo ficou a uma vitória do topo do ranking de duplistas da ATP.

Como os tenistas costumam alternar seus parceiros, o ranking é feito de forma individual. No momento, Melo, de 32 anos, é o terceiro colocado com 7.980 pontos, atrás apenas dos irmãos americanos Bob e Mike Bryan, que dividem a ponta com 8.490. No entanto, Mike Bryan foi eliminado na estreia em Viena e seu irmão Bob não participou do torneio, pois será pai nos próximos dias, e também não somará pontos.

Tênis: após 14 anos, Brasil vence Roland Garros com Marcelo Melo nas duplas

Jogando ao lado do compatriota Steve Johnson, Mike Bryan perdeu para a dupla formada pelo britânico Jamie Murray e pelo australiano John Peers, por 2 sets a 0, com parciais 7/6 (10-8) e 6/3. Agora, basta que Marcelo Melo e Lukasz Kubot vençam na próxima rodada o holandês Jean-Julien Rojer e o romeno Horia Tecau para que o brasileiro chegue ao topo, repetindo o feito de Gustavo Kuerten no ranking de simples.

O parceiro habitual de Marcelo Melo é o croata Ivan Dodig, sexto colocado do ranking de duplas, com quem o brasileiro conquistou o seu primeiro Grand Slam, o Roland Garros deste ano. No entanto, Dodig deixou de lado os torneios de duplas para tentar melhorar seu ranking em simples – é o 122º – e Melo buscou novos parceiros. Junto com o sul-africano Raven Klaasen, ele conquistou dois títulos nos últimos dois meses, o ATP 500 de Tóquio e, no domingo passado, o Masters 1000 de Xangai.

(Da redação)