Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Tênis: francesa leva advertência por trocar de camisa dentro da quadra

Mas organização do Aberto dos EUA se desculpou porque o ato não fere as regras esportivas

A tenista francesa Alizé Cornet, número 31 do ranking da WTA, foi advertida pelo juiz Christian Rask por tirar a camisa dentro da quadra, durante o confronto de terça-feira, 28, em que perdeu por 2 sets a 1 (parciais de 6/4, 3/6 e 2/6) para a sueca Johanna Larsson, número 82, pela primeira rodada do Aberto dos Estados Unidos. A conduta “antidesportiva” da tenista gerou críticas ao regulamento preconceituoso dos tradicionais torneios de tênis.

Alizé Cornet voltou do vestiário com a camisa colocada ao contrário. Então, tirou a camisa e, em poucos segundos, a colocou de volta. O juiz considerou o ato – comum e impune no tênis masculino – como uma conduta antidesportiva, deixando a atleta francesa indignada.

Rapidamente, a organização do Grand Slam americano publicou um comunicado nas redes sociais. “Todos os jogadores podem trocar suas camisas quando estiverem sentados em suas cadeiras. Isso não é considerado uma violação do código. Nos arrependemos pelo que ocorreu ontem com a senhorita Cornet. Garantimos que isso não acontecerá novamente. Felizmente, ela recebeu apenas uma advertência, sem penas ou multas”.

As regras rígidas da organização dos torneios de tênis com relação ao comportamento e uso de uniformes femininos atingiram até mesmo a ex-número 1 do ranking, a americana Serena Williams, proibida de vestir um uniforme especial que, segundo ela, tem propriedades curativas e a auxiliava em seu retorno pós-parto.