Clique e assine a partir de 8,90/mês

Técnico vê situação do Salgueiro como delicada, mas pede luta a seus atletas

Por Da Redação - 18 out 2011, 12h26

A 11 pontos do Goiás, primeira equipe fora da zona de rebaixamento, a salvação do Salgueiro torna-se cada vez mais difícil. Há cinco partidas sem vencer, o técnico Neco sabe que a situação do Carcará é delicada, mas ainda assim, o comandante pede que seus atletas sigam lutando, para manterem a esperança ainda viva.

‘A situação era difícil e ficou muito mais depois de cinco tropeços. Mas luta não pode faltar, nem profissionalismo por parte do grupo. Nós temos contratos, recebemos os salários em dia e, portanto, é uma obrigação fazer o máximo’, afirmou o comandante, em entrevista para o Jornal do Commercio.

Sua próxima partida está marcada para esta terça-feira, diante do também pernambucano Sport. Embora o Leão da Ilha ainda brigue por uma vaga entre os quatro que teriam vaga ao grupo dos quatro melhores, a equipe comandada por Paulo César Gusmão está também há cinco jogo sem vencer. Até por isso, Neco projeta neste duelo uma boa oportunidade para voltar às vitórias.

‘Vamos enfrentar um Sport forte, mas crise e que vem para cima da gente atrás do resultado. Podemos até aproveitar essa situação para surpreender’, completou.

O duelo com o Sport está marcado para as 20h30 (de Brasília), no estádio Ademir da Cunha, em Paulista (PE), e é válido pela 31rodada da Segundona.

Continua após a publicidade
Publicidade