Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Técnico espanhol morre um dia antes de assumir novo time

Manolo Preciado, de 54 anos, sofreu um infarto após acertar com o Villarreal

Por Da Redação 7 jun 2012, 05h07

O técnico espanhol Manolo Preciado morreu em Valencia nesta sexta-feira de um ataque cardíaco aos 54 anos, um dia antes de ser apresentado em seu novo clube, o Villarreal.

Treinador do Sporting Gijón na última temporada do campeonato espanhol, Preciado havia acabado de acertar, na quarta-feira, sua ida para o Villarreal, onde seria oficialmente apresentado em uma coletiva para a imprensa na sexta-feira. No novo clube, Preciado teria a missão de retornar à primeira divisão após o rebaixamento da equipe amarela na temporada 2011/2012.

Considerado um dos treinadores mais queridos da Espanha, por seu jeito carismático e atencioso, Preciado começou a carreira no futebol como zagueiro no Racing Santander, em 1978. Jogou profissionalmente até 1992, passando por clubes pequenos e médios como Mallorca, Salamanca e Alavés. Após pendurar as chuteiras, virou treinador e acabou se especializando em salvar times do rebaixamento e conseguir acessos para divisões superiores. Como técnico, passou por Racing Santander, Levante, Murcia, Sporting Gijón, entre outros.

Tragédias – Há um ano atrás, Preciado havia perdido seu pai, de 84 anos, morto em um atropelamento. Mas esta foi apenas uma das tragédias familiares que afetaram o treinador. Em 2002, sua mulher faleceu por causa de um câncer. Dois anos depois, um dos dois filhos do casal, de apenas 15 anos, morreu em um acidente de moto. “A vida me deu golpes duros. Eu poderia desistir e acabar me matando com um tiro ou poderia olhar para cima e seguir em frente. Escolhi a segunda opção”, afirmava o técnico, ao falar de suas tragédias pessoais.

Continua após a publicidade
Publicidade