Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Técnico do Apoel se diz orgulhoso, apesar da derrota no Santiago Bernabéu

Madri, 4 abr (EFE).- O treinador do Apoel, Ivan Jovanovic, reconheceu que a derrota de sua equipe por 5 a 2 para o Real Madrid nesta quarta-feira foi justa, e que todos da equipe se sentem ‘orgulhosos’ de encerrar no Santiago Bernabéu uma participação histórica na Liga dos Campeões.

‘O resultado é justo. O Real Madrid jogou melhor e venceu. Estamos satisfeitos porque fizemos um bom jogo, com muitos gols e chances criadas. Sabíamos que não conseguiríamos passar às semifinais após a partida em Nicósia. O que desejávamos era dar o melhor no Bernabéu e jogar da melhor forma possível’, declarou.

Para o treinador, o desafio enfrentando pelo Apoel era considerado extremamente árduo. ‘Para uma equipe como a nossa, não é fácil ter o Real Madrid nas quartas de final. O importante é que o resultado não foi muito ruim, pudemos marcar gols e nossa torcida desfrutou de um bom jogo’, disse o treinador do time cipriota.

O técnico deixou uma mensagem de agradecimento ao Real Madrid, clube a quem elogiou e desejou sorte no restante da temporada. ‘Agradecemos pela hospitalidade. Se portaram como cavalheiros. Para o Apoel este é o final da viagem europeia e estamos muito orgulhosos por poder nos despedir da competição no Bernabéu. Desejo o melhor ao Real Madrid no Campeonato Espanhol e na Liga dos Campeões’.

Pela primeira vez na história da Liga dos Campeões, uma equipe cipriota jogou pelas quartas de final da competição. Jovanovic também destacou a façanha. ‘Estou muito orgulhoso dos meus jogadores, como todo o Chipre, pelo caminho que trilhamos na competição’.

O sérvio ainda lembrou que o Apoel é remanescente das primeiras qualificatórias do torneio continental. ‘Foi um grande ano para nós. Somos a única equipe que restou das que começaram jogando no dia 7 de julho. Trabalhamos duro para chegar às quartas. Nós merecemos. A partir da quinta-feira nos prepararemos para os cinco jogos que restam nos playoffs do Campeonato Cipriota. Vamos nos esforçaremos para conquistar o título’, encerrou Jovanovic. EFE