Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Técnico de Michael Phelps explica abandono nos 200m: ‘Bom-senso’

A decisão de Michael Phelps de não disputar a prova dos 200m nado livre nos Jogos Olímpicos de Londres surpreendeu, mas foi bastante pensada pelo atleta e seu treinador, Bob Bowman, que entendem que as provas de revezamento devem ter prioridade.

‘Bom-senso’, resumiu o treinador ao jornal USA Today. O treinador explicou que, aos 27 anos, Phelps não terá o mesmo rendimento que nos Jogos Olímpicos de Pequim 2008, quando conquistou oito medalhas de ouro. ‘Ter feito isso uma vez já foi mais do que suficiente’, completou Bowman.

As provas de revezamento viraram prioridade desde que os australianos começaram a ameaçar a hegemonia norte-americana. Como a final do revezamento 4×100 m está marcada para o mesmo dia das preliminares e semifinais dos 200 m livres, Phelps abriu mão da prova individual, cedendo sua vaga a Ricky Berens, que havia terminado em terceiro na seletiva.

Dono de 16 medalhas olímpicas, Phelps disputará em Londres as provas dos 200 m e 400 m medley, 100 m e 200 m borboleta, além dos revezamentos 4×100 medley, 4×100 m livre e 4×200 m livre. Se conquistar duas medalhas, igualará o recorde da ginasta soviética Larissa Latynina de 18 ouros em Olimpíadas.