Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Técnico Cesare Prandelli diz que Itália estava cansada

Por Da Redação - Atualizado em 19 jul 2016, 14h33 - Publicado em 1 jul 2012, 20h43

Goleada por 4 a 0 pela Espanha na final da Eurocopa, a Itália não conseguiu repetir suas melhores atuações na competição. Acabou derrotada por uma equipe que foi superior durante quase toda a partida. Os próprios espanhóis puderam ver que a ‘Azzurra’ não aguentou o ritmo do jogo. Essa também é a análise do treinador italiano, Cesare Prandelli.

‘O problema é que estávamos cansados. Quando tentávamos atacar, perdíamos a bola. Nós não conseguíamos voltar para cobrir’, comentou.

Espanha e Itália se enfrentaram na primeira rodada do grupo C e empataram em 1 a 1. A equipe de Prandelli, porém, teve um dia a menos para descansar e se preparar para a final, o que pode ter comprometido o desempenho da equipe na finalíssima. Para o treinador italiano, o cansaço foi determinante.

‘Na fase de grupos, nós conseguimos impor mais dificuldades a eles, mas é porque estávamos ainda em plena forma. Nessa noite, não tínhamos mais ninguém no banco de reservas. Não é falta de respeito à Espanha dizer isso’, reclamou.

Publicidade

A equipe também pode lamentar a lesão de dois atletas. Logo no início da partida, Chiellini sentiu e obrigou o treinador a fazer a primeira substituição. Já Thiago Motta, sentiu contusão três minutos depois de entrar em campo – ele foi o terceiro substituto de Prandelli – e obrigou a Itália a terminar a partida com apenas dez em campo.

‘Montolivo estava casado. Eu pensei que com Motta, nós começaríamos a usar melhor as qualidades de Di Natale’, explicou o treinador.

O saldo que fica da Eurocopa para a Itália, porém, é positivo. Desacreditada antes do início da competição – a equipe havia sido eliminada na fase de grupos da Copa do Mundo 2010 -, a ‘Azzurra’mostrou bom futebol e, para chegar a final, eliminou a favorita Alemanha com um soberano 2 a 0 na semifinal.

‘Nós merecemos a nota oito de dez. Começamos a Eurocopa com alguns problemas, mas jogamos grandes partidas. Eu estou orgulhoso da minha equipe’, concluiu.

Publicidade