Clique e assine com 88% de desconto

Técnico admite que será duro manter nível de Guardiola

Por Da Redação - 17 jul 2012, 11h53

Por AE

Barcelona – Novo técnico do Barcelona depois da saída de Guardiola do clube após o final da temporada passada do futebol europeu, Tito Vilanova admitiu, nesta terça-feira, que será complicado manter o mesmo nível de atuações e de resultados que foi exibido pelo time sob o comando do seu antecessor no cargo.

Ex-auxiliar de Guardiola, Vilanova lembrou que seu ex-companheiro de clube foi o treinador mais vitorioso da história do Barcelona, que ganhou quase tudo que disputou nos últimos anos e ainda mostrando um futebol fantástico. “Melhorar de onde viemos vai ser muito difícil. Sou consciente da dificuldade e de que a gente tem vontade de seguir ganhando. Estamos aqui para tentar, queremos que as pessoas sejam felizes com o nosso trabalho”, afirmou o treinador.

O Barcelona começa a focar a sua pré-temporada e Vilanova já traça as prioridades para definição do atual grupo de jogadores. Embora o time já esteja bem formado e muito entrosado, o novo comandante ainda busca as últimas peças para fortalecer ainda mais o poderoso time e enfatizou que “até 31 de agosto há tempo para ampliar ou reduzir” o elenco.

Publicidade

Nesta terça, ao ser questionado sobre a possibilidade de contratar um novo defensor,ele admitiu que a prioridade de momento é um novo zagueiro central. O treinador, porém, garantiu que o clube descartou a chance de buscar um novo reforço para o ataque. “Não buscamos atacantes. Não é necessário”, assegurou, lembrando da importância que terá, porém, o retorno de Villa, que se recupera de fratura e por causa dela não pôde defender a Espanha na última Eurocopa. Ele fraturou a tíbia da perna esquerda na semifinal do Mundial de Clubes da Fifa, em dezembro.

Já ao falar sobre os títulos a serem alcançados, Vilanova preferiu não priorizar nenhum, mas reconheceu que o Campeonato Espanhol premiará a “regularidade” e que a Liga dos Campeões é o torneio que “todos querem na Europa”.

Publicidade