Técnico acusa Bernard: ‘Só chora, veio tomar dinheiro’

Romeno Mircea Lucescu, do Shakhtar Donetsk, diz que o atacante brasileiro precisa demonstrar seu valor dentro de campo e parar de reclamar

Por Da Redação - 23 jan 2015, 12h47

O atacante Bernard definitivamente não está agradando o técnico do Shakhtar Donetsk, o romeno Mircea Lucescu. Segundo o treinador do time ucraniano, em pré-temporada no Brasil, Bernard precisa provar seu valor nos treinamentos e jogos e parar de ficar reclamando. “Bernard tem de demonstrar em campo que é homem. Ele só chora. Só veio tomar dinheiro. Ele sofre, mas creio que todos querem sofrer para ganhar 300.000 euros por mês”, declarou o treinador em entrevista ao jornal Zero Hora nesta sexta-feira.

Leia também:

Técnico do Shakhtar: ‘Bernard parece jogador de Twitter’

Bernard diz que vai voltar à Ucrânia. Mas com medo

Publicidade

Técnico do Shakhtar: ‘Brasileiros são pouco profissionais’

Brenard, durante pré-temporada do Shakhtar Brenard, durante pré-temporada do Shakhtar

Brenard, durante pré-temporada do Shakhtar /

O treinador ainda disse que os jogadores brasileiros não são preparados para encarar o futebol europeu e demoram a amadurecer. De acordo com Lucescu, a torcida brasileira se encanta com habilidade e talento, mas esquece de organização e disciplina. “Há jogadores talentosos, mas que não são preparados para o futebol mundial. A torcida aplaude um drible, não se importa com a organização tática. Não há juízo de valor, há juízo estético. Bernard declarou que eu não colocava os mais habilidosos para jogar? O talento precisa ser aliado à disciplina, ao coletivo.”

Bernard, de 22 anos, chegou ao Shakhtar após o título da Libertadores de 2013 pelo Atlético-MG. Apesar de ser o camisa 10 da equipe, ele é reserva e, de acordo com Lucescu, não tem bom relacionamento com os colegas. “Eu ainda não tinha encontrado nenhum outro jogador que não confraternizasse com ninguém da equipe, nem brasileiros, nem ucranianos. Com ninguém! A sensação é que ele é um jogador de Twitter e das redes sociais”, afirmou o técnico em agosto do ano passado.

Bernard e Douglas Costa se reapresentaram ao clube ucraniano com alguns dias de atraso, o que contribuiu para a irritação do treinador. O Shakthar, que tem 13 atletas brasileiros, ainda não venceu durante a excursão: perdeu para o Bahia por 3 a 2, empatou em 0 a 0 com o Flamengo e perdeu por 4 a 2 para o Atlético-MG. Nesta sexta, a equipe enfrenta o Inter, no Beira-Rio, em Porto Alegre, às 20h (horário de Brasília).

Publicidade

(Com Gazeta Press)

Publicidade