Clique e assine a partir de 9,90/mês

Tatuagem tira jogador uruguaio da final da Copa da Alemanha

Lateral Guillermo Varela enfureceu os dirigentes do Eintracht Frankfurt por ter desobedecido ordem médica e foi devolvido ao Manchester United

Por Da redação - 24 maio 2017, 15h39

O lateral-direito uruguaio Guillermo Varela foi afastado nesta quarta-feira do elenco do Eintracht Frankfurt, que disputa neste sábado a final da Copa da Alemanha, contra o Borussia Dortmund, por um motivo inusitado: fez uma tatuagem sem o consentimento do clube.

“Ele mandou fazer na segunda-feira a tatuagem, que agora está inflamada. Foi um comportamento irresponsável, que afeta todo o time”, diz o texto publicado no site do clube, assinado pelo diretor-esportivo, Fredi Bobic.

O Eintracht Frankfurt anunciou hoje a punição, revelando que o desenho foi feito, apesar das contraindicações do departamento médico e também do técnico croata Niko Kovac. “O clube não pode permitir que, antes de um jogo tão importante, um jogador vá contra as instruções do treinador e do corpo médico”, completou o dirigente.

Varela chegou o time alemão em julho do ano passado, emprestado pelo Manchester United. Revelado pelo Peñarol e com passagem pelo Real Madrid B, o jogador será devolvido ao time de origem. “Não se falará mais sobre esse assunto. A passagem de Guillermo no Eintracht acabou”, conclui o comunicado.

Continua após a publicidade

(com EFE)

Publicidade