Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Taison e Dentinho são vítimas de racismo no Campeonato Ucraniano

Torcedores do Dínamo de Kiev imitavam macacos quando jogadores pegavam na bola; revoltados, brasileiros deixaram o campo chorando

Os jogadores brasileiros Taison e Dentinho, que atuam no Shakhtar Donetsk, foram vítimas de racismo no clássico contra o Dínamo de Kiev neste domingo, 10, pelo Campeonato Ucraniano. Ambos sofreram ofensas da torcida visitante e deixaram o gramado chorando. Quando os brasileiros pegavam na bola, os torcedores do Dínamo faziam sons imitando macacos.

Em um dos lances, no segundo tempo do jogo, o atacante Taison mostrou o dedo e chutou a bola em direção da torcida do Dínamo em resposta as ofensas. O juiz paralisou a partida e os dois times saíram de campo. Após o lance, o atacante, ex-Internacional, começou a chorar. Dentinho, companheiro de Taison, teve reação semelhante.

Ambos foram amparados pelos outros jogadores do Shakhtar, enquanto o time do Dínamo se dirigiu para a arquibancada para pedir que os torcedores parassem com as ofensas. O jogo foi retomado e Taison foi expulso pelo gesto obsceno. O Shakhtar venceu o jogo por 1 a 0.

 

No Twitter, o Shakhtar declarou apoio a seus atletas, além de reiterar o combate à discriminação: “O FC Shakhtar se opõe categoricamente a qualquer manifestação de racismo, discriminação racial, xenofobia e intolerância relacionada. Não pode haver justificativa para aqueles que insultam com base em cores, crenças religiosas ou políticas. Esse comportamento é inaceitável nos países civilizados e nos campeonatos de futebol. A UEFA aplica as sanções mais rigorosas a clubes e associações cujos torcedores demonstram racismo nas partidas”.

“O FC Shakhtar é uma grande família de jogadores de futebol, para quem esses incidentes humilhantes trazem dor e decepção. Condenamos esse comportamento do público, sempre apoiaremos e protegeremos nossos jogadores. Pedimos às autoridades do futebol, aos clubes que parem o racismo nos estádios”, publicou o Shakhtar Donetsk.

Também no Twitter, o Dínamo postou uma foto dos jogadores em direção a torcida com a frase “futebol não é lugar para racismo”.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s