Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Suspenso, Luis Fabiano lamenta e ouve bronca de Leão

Por Da Redação 12 nov 2011, 20h47

Por AE

São Paulo – Autor dos dois gols do São Paulo sobre o Avaí, na vitória por 2 a 0 neste sábado, no Morumbi, o atacante Luis Fabiano não vai poder manter o embalo no jogo de quarta-feira, contra o Atlético-PR, na Arena da Baixada. Isso porque o atacante levou um cartão amarelo por reclamação, o terceiro dele, e vai desfalcar a equipe. O técnico Emerson Leão não poupou o herói da noite após a partida.

“Ele é goleador e como goleador se comportou. Mas está um pouco irritado demais. Os erros e acertos não podem levar ao descontrole. Ele não está sabendo se controlar. Compete a nós induzi-lo a fazer o certo”, disse Leão, que revelou que vem conversando com Luis Fabiano, recomendando que ele se acalme.

Mas não foi só Leão que se irritou com o cartão bobo. O próprio Luis Fabiano se mostrou bastante arrependido do lance em que foi puxado pelo jogador do Avaí, mas viu o árbitro marcar falta dele sobre o avaiano. Reclamou tanto que levou o amarelo, logo depois de fazer o primeiro gol do jogo.

“Acabei me deixando levar pelo lance. Acredito que foi falta, o adversário segurou minha camisa na frente do juiz, mas isso não é motivo para reclamar. Fico muito chateado pelo cartão, estava me segurando para não tomar o cartão”, revelou Luis Fabiano.

Por pouco o amarelo não foi o da expulsão. Depois do primeiro gol do jogo – o segundo dele em seu retorno ao São Paulo – Luis Fabiano ensaiou tirar a camisa. Foi interrompido por Lucas, que segurou a barra do uniforme até que o atacante desistisse do ato que lhe daria um cartão amarelo. “O gol foi um desabafo muito grande”, lembrou Luis Fabiano, que agradeceu a maturidade do companheiro 12 anos mais jovem. “Desisti de tirar a camisa para não tomar o cartão amarelo. Extravasei um pouco.”

Continua após a publicidade
Publicidade