Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Surpresa na F1: Ricciardo não renova com a RBR e assina com a Renault

A partir da próxima temporada, australiano será piloto da escuderia francesa

Por Da redação - Atualizado em 3 ago 2018, 10h46 - Publicado em 3 ago 2018, 10h45

Quando tudo parecia tudo encaminhado para que Daniel Ricciardo encerrasse os rumores e renovasse contrato com a Red Bull, uma reviravolta foi anunciada nesta sexta-feira: a RBR confirmou a saída do australiano para o fim da temporada da Fórmula 1 e, a partir de 2019, Ricciardo será piloto da Renault.

A nota oficial divulgada pela Red Bull, terceira melhor equipe da F1 na atualidade, foi surpreendente justamente pelas última declarações de Ricciardo. Após o GP da Hungria, ele afirmou estar próximo de assinar a extensão de seu vínculo e oficializar a permanência antes do GP da Bélgica, dia 26 de agosto. O interessa da Renault, no entanto, alterou os planos.

“Nós respeitamos totalmente a decisão de Daniel de deixar a equipe e desejamos a ele tudo de melhor em seu futuro. Gostaríamos de agradecer pela dedicação e pelo papel que desempenhou na equipe desde que se juntou à nós em 2014, os grande números e os destaques, como as sete vitórias e os 29 pódios que conseguiu até agora”, disse Christian Horner, chefe da Red Bull, que ainda ressaltou a busca por um novo membro.

“Nós vamos continuar a avaliar as inúmeras opções disponíveis para nós antes de decidir qual será o perfil ideal de piloto que será, a partir da próxima temporada, parceiro de Max Verstappen. Nesse meio tempo, ainda restam nove corridas em 2018 e estamos totalmente focados em maximizar todas as oportunidades para Max e Daniel pelo restante da temporada.”

Publicidade

Membro da Red Bull desde 2014, Ricciardo foi formado na equipe e fez parte do programa de desenvolvimento de pilotos da empresa desde 2008. Pouco depois da oficialização de sua saída, a Renault confirmou a contratação.

(com Gazeta Press)

Publicidade

 

Publicidade