Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Surpreendente Guarani e bicampeão Santos abrem final do Paulistão

O surpreendente Guarani e o atual bicampeão Santos iniciam neste domingo, a partir das 16 horas (de Brasília), no estádio do Morumbi, a decisão do Campeonato Paulista de 2012. Caso saia vencedor nas duas partidas da final, o Bugre irá conquistar o título estadual pela primeira vez em sua história. Já o Peixe tenta, em 2012, ano de seu centenário, ganhar pela terceira vez consecutiva o Paulistão, feito conseguido pela última vez em 1969, pelos próprios santistas.

Com trajetórias brilhantes durante a competição, os dois times se encontram na decisão após terem eliminados rivais: o Guarani derrubou a Ponte Preta, no Brinco de Ouro da Princesa, enquanto o Alvinegro Praiano passou pelo São Paulo, com show de Neymar no Morumbi.E, mesmo sendo considerado favorito nesta decisão, o Santos tem demonstrado total respeito à campanha do Bugre durante o Paulista. ‘O Santos é o atual bicampeão paulista e campeão da Libertadores. Claro que temos algo diferente. Somos uma equipe vencedora, mas o nosso adversário tem de ser respeitado, porque no futebol são 11 contra 11. Eles vêm com tudo para essa final. Eles vão jogar a vida para ganhar e fazer história’, analisou o zagueiro Edu Dracena.

Dividindo o pensamento do capitão santista, o técnico Muricy Ramalho elogiou bastante os campineiros e destacou ainda que não crê em um Guarani defensivo, tanto no primeiro quanto no segundo jogo da final, no Morumbi.

‘Eu não acredito nisso porque não é uma característica do treinador (Vadão) e nem da equipe deles. Eles têm jogadores de um nível agressivo, ofensivo, e mesmo que o técnico tente mudar alguma coisa, não consegue. Além disso, eles estão na decisão com méritos. Por isso, respeito é uma obrigação que todos nós devemos ter. Alguns atletas deles ficaram sete meses sem receber salário e deram a volta por cima. Só por isso, eu não preciso dizer mais nada. É uma obrigação nossa respeitá-los e fazer o melhor para ganhar’, comentou Muricy.Já o astro do Peixe, o atacante Neymar, concorda que seu time é favorito ao título, porém, foi outro a destacar que essa condição fica à parte na hora de uma decisão, ‘Claro que o Santos é favorito e todo mundo sabe disso. Só que favoritismo é algo que fica do lado de fora, não entra em campo. Vale mais para a imprensa e para os torcedores. Lá dentro, a história é totalmente diferente e se não tivermos respeito ao Guarani, podemos perder o campeonato’, disse.

Um fator bastante comentado durante a semana que antecedeu o embate foi a escolha do Morumbi como palco das finais do Paulistão. A medida irritou a diretoria do Guarani e não foi bem recebida pelos jogadores alvinegros, que esperavam atuar na Vila Belmiro.

Mas a Joia do Santos minimizou o fato e espera ter no Morumbi, a mesma sorte que teve nas semifinais do torneio, quando marcou três gols na vitória de sua equipe diante dos são paulinos. ‘A gente queria decidir na Vila, mas não poderá ser desta forma. Seja como for, eu dou sorte com o Morumbi. Já fiz boas partidas lá, como no último domingo (contra o Tricolor). Só que eu nunca fui campeão no Morumbi. Espero fazer história, mais uma vez’, ressaltou Neymar.Para o primeiro confronto da decisão paulista, Muricy Ramalho não poderá contar com o goleiro Rafael e com o lateral direito Fucile, contundidos. O ala Maranhão também não estará em campo, por conta do terceiro cartão amarelo recebido contra o São Paulo, que lhe atribuíram cumprir a pena de suspensão automática.

Em compensação, o volante Henrique, recuperado de lesão no joelho direito, foi liberado pelo departamento médico do clube e irá jogar improvisado na lateral. Juan, que retorna de suspensão no clássico, pelo terceiro amarelo, retoma o seu posto na ala esquerda. Por fim, Alan Kardec será mantido ao lado de Neymar no ataque, com Borges no banco de reservas.

No Bugre, os problemas para montar a equipe também atormentaram a cabeça do técnico Vadão nos últimos dias. Isto porque, o principal destaque dos campineiros, o meia Fumagalli, foi vetado, com uma lesão no tendão de Aquiles do tornozelo esquerdo e não irá atuar em nenhuma das duas partidas contra o Peixe. O mesmo se aplica ao lateral-direito Oziel, com problema na panturrilha esquerda.

Autor de dois gols na vitória sobre a Macaca, que levou o Guarani à decisão, Medina é o nome mais cotado para assumir a vaga de Fumagalli. Willian Favoni corre por fora. Já Bruno Peres, reserva imediato de Oziel, será o seu substituto.Mesmo assim, o Bugre garante que não irá se intimidar com o favoritismo do adversário ao título da competição. O meio-campista Danilo Sacramento acredita que os dois times chegaram às finais por prezarem a ofensividade: ‘O Vadão usou o Barcelona como exemplo diz que nós chegamos até aqui jogando futebol. Vai ser um jogo bonito. Os dois jogam abertos, mas nós ainda temos a responsabilidade de marcar o Santos’, disse.

O goleiro Emerson acompanhou o raciocínio do companheiro e concluiu que o Guarani deve partir para cima do Santos mesmo a partida sendo no Morumbi: ‘Estamos jogando da mesma maneira em casa e fora. Nosso pensamento é o seguinte: quem joga na retranca não toma gol, mas também não faz. Por isso nós jogamos para frente, para cima do adversário’.

FICHA TÉCNICA

GUARANI X SANTOSLocal: Estádio Morumbi, em São Paulo (SP)

Data: 6 de maio de 2012, domingo

Horário: 16 horas (horário de Brasília)

Árbitro: Wilson Luiz Seneme

Assistentes: Carlos Augusto Nogueira Junior e Fábio Rogério Baesteiro

Adicionais: Flávio Rodrigues Guerra e Vinicius Furlan

GUARANI: Emerson; Bruno Peres, Domingos, Neto e Bruno Recife; Ewerton Páscoa, Fábio Bahia, Danilo Sacramento e Medina (Willian Favoni); Fabinho e Bruno Mendes

Técnico: Vadão

SANTOS: Aranha; Henrique, Edu Dracena, Durval e Juan; Adriano, Arouca, Elano e Paulo Henrique Ganso; Neymar e Alan Kardec

Técnico: Muricy Ramalho