Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Surfe: Medina e John John Florence decidem título mundial

Brasileiro e havaiano chegaram ao quarto round com decisões contestadas da arbitragem. Campeão de 2017 pode sair na tarde desta segunda-feira

O campeão mundial de surfe de 2017 pode ser definido nesta segunda-feira e o brasileiro Gabriel Medina, campeão de 2014, segue na disputa pelo bicampeonato. O líder, no entanto, segue sendo o havaiano John John Florence, o último campeão. Ambos avançaram à quarta fase na etapa do Pipeline Masters, no Havaí, com decisões controversas da arbitragem. As baterias desta segunda devem começar às 15h30 (horário de Brasília), caso as condições climáticas sejam favoráveis.

Jordy Smith e Julian Wilson não têm mais chances de título e, com isso, apenas Medina e Florence seguem na briga. Com 53.350 pontos na temporada, o havaiano precisa apenas de um segundo lugar para garantir o bicampeonato consecutivo sem depender do desempenho de Medina. Já o brasileiro, com 50.250, precisa vencer a etapa havaiana e torcer para que Florence não chegue à final. Caso seja o segundo em Pipeline, o atleta de Maresias tem de torcer para Florence ficar de nono para baixo. Se Florence for eliminado na próxima fase, bastaria a Medina um quinto lugar.

Veja também

Arbitragens polêmicas

Tanto Medina quanto Florence tiveram suas notas nas últimas baterias contestadas por surfistas e torcedores nas redes socias. O brasileiro teria sido prejudicado e o líder da temporada beneficiado. Medina superou o australiano Josh Kerr no sufoco: 10.00 a 9.83 nos instantes finais. O brasileiro, no entanto, recebeu apenas nota 6.57 por uma bela manobra.

Mas a grande controvérsia foi a vitória de Florence sobre Ethan Ewing por 10.87 a 10.80. As notas dadas ao australiano foram consideradas muito baixas e o assunto causou repercussão na rede social. Até mesmo Neymar, amigo íntimo de Medina, protestou. “Dá o título para o John John logo. Foi feio demais. Medina, vai para cima, moleque, contra tudo e contra todos”, comentou o jogador do PSG em uma postagem da WSL. Além de Medina, outros três brasileiros seguem na etapa do Havaí: Ian Gouveia, Caio Ibelli e Ítalo Ferreira.

As baterias da quarta fase:

1: Julian Wilson (AUS) x Conner Coffin (EUA) x Ian Gouveia (BRA)

2: Joel Parkinson (AUS) x Caio Ibelli (BRA) x John John Florence (HAV)

3: Jeremy Flores (FRA) x Gabriel Medina (BRA) x Italo Ferreira (BRA)

4: Leonardo Fioravanti (ITA) x Kanoa Igarashi (EUA) x Kelly Slater (EUA)