Clique e assine com até 92% de desconto

Surfe: Mar ‘liso’ no Havaí adia decisão do título mundial para terça-feira

Os brasileiros Italo Ferreira e Gabriel Medina seguem vivos na última etapa da WSL, o circuito mundial da modalidade, disputada na praia de Pipeline

Por Da Redação Atualizado em 16 dez 2019, 19h08 - Publicado em 16 dez 2019, 18h29

Pelo quarto dia consecutivo, o mar amanheceu sem ondas grandes na praia de Pipeline, no Havaí. Por essa razão, as oitavas de final da última etapa do circuito mundial de surfe, a WSL, foram novamente adiadas. De acordo com o último boletim meteorológico divulgado pela organização do campeonato, há uma grande movimentação prevista para esta terça-feira 17, com ondulações de 6 a 8 pés (ou de 1,8 a 2,5 metros) de altura, o que viabilizaria as disputas.

Dessa forma, não deve passar desta terça a decisão sobre quem será o campeão mundial de 2019. Seguem na disputa pelo troféu os brasileiros Italo Ferreira, atual líder do ranking mundial, e Gabriel Medina, o atual campeão do Pipe Masters e da WSL. Medina, aliás, luta pelo tricampeonato, mas para alcançar tal feito, inédito para um surfista do país, ele terá que terminar a etapa derradeira a frente do potiguar Ferreira.

O primeiro a cair na água nesta terça-feira deve ser Italo. Seu duelo nas oitavas será contra o compatriota Peterson Crisanto. A bateria de Gabriel é apenas a quinta, contra outro surfista brasileiro: Caio Ibelli. Como serão os dois melhores surfistas do país no campeonato de 2019, Ferreira e Medina se classificaram para os Jogos de Tóquio, a primeira edição olímpica a incluir a modalidade em seu programa.

Continua após a publicidade
Publicidade