Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Suplementos nutritivos podem explicar doping de Contador

A Corte Arbitral do Esporte (CAS), que puniu nesta segunda-feira o ciclista espanhol Alberto Contador com uma suspensão de dois anos por doping, explicou que a presença de clembuterol num controle de urina praticado na Volta da França-2010 pode ter sido causada por “suplementos nutritivos contaminados”.

Na época, o ciclista se defendeu ao alegar que a substância teria sido encontrada na sua urina por causa da ingestão de um bife importado da Espanha, mas a corte praticamente descartou esta possibilidade.

“A carne contaminada ou a transfusão de sangue eram, em teoria, explicações possíveis para justificar este controle positivo, apesar de altamente improváveis”, explicou o CAS num comunicado.

“De acordo com as provas disponíveis, a presença do clembuterol foi mais provávelmente causada pela ingestão de suplementos nutritivos contaminados”, completou.

A suspensão de Contador vai vigorar até 6 de agosto de 2012. Assim, o espanhol está fora da próxima Volta da França e dos Jogos Olímpicos de Londres, mas poderá disputar a Volta da Espanha, que começará 12 dias após o fim da punição.

O espanhol, 29 anos, também perderá os títulos de 2011, ano em que venceu, entre outros, o Giro da Itália.

“A CAS admitiu parcialmente os recursos da Wada (Agência Mundial Antidoping) e da UCI (União Ciclista Internacional) e concluiu que Alberto Contador é culpado de uma infração de doping. Em consequência, Alberto Contador fica suspenso por dois anos com efeito retroativo a partir de 25 de janeiro de 2011”, afirma um comunicado do tribunal.

Contador tem agora 30 dias para apelar a um tribunal federal suíço, mas a apelação não tem efeito suspensivo.

O tribunal, que impôs uma suspensão de dois anos com efeito retroativo a partir de 25 de janeiro de 2011, levou em consideração provisória de quase seis meses, entre agosto de 2010 e fevereiro de 2011, que Contador já cumpriu.