Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Superesportivos e alto luxo: quase sem novidades

Ferrari e Bugatti apenas cumpriram tabela. Lamborghini, Maserati, Bentley e Rolls-Royce mostraram variações de modelos já conhecidos

A 80ª edição do Salão de Paris, que abre suas portas ao público neste sábado, não trouxe grandes novidades entre os carrões superesportivos e modelos de alto luxo. Ferrari e Bugatti praticamente cumprem tabela e não têm nada para mostrar. As britânicas Bentley e Rolls-Royce apostam suas fichas em versões modelos conhecidos. As italianas Lamborghini e Maserati tentaram fugir da mesmice com um tapinha no visual do Gallardo, da Lambo, e o novo GranCabrio MC (Maserati), uma versão esticada dos conversíveis topo de linha. O novo Maserati esconde um poderoso V8 4.7 litros de 460 cv de potência sob o capô. O câmbio é automático, tem seis marchas e cinco modos de acionamento. A aceleração de 0 a 100 km/h é feita em 4,9 segundos e a velocidade máxima é de 289 km/h.

Leia também:

No Salão de Paris: Porsche ataca de perua –

Salão de Paris: o que pode chegar em breve ao Brasil

Porsche e McLaren escaparam do vexame, respectivamente com a perua Panamera e o protótipo P1. A Peugeot, ao contrário, levou um caminhão de novidades para a capital francesa. Entre as principais, além do crossover 2008, baseado no hatch 208 – ambos desembarcam no Brasil no ano que vem, com primazia do modelo de três algarismos -, a marca mostra o 208 GTI, a versão esportiva do compacto, e o superconceito Onyx.

O GTI é equipado com o mesmo bloco 1.6 turbo, de 197 cv, do cupê RCZ e do Citroën DS3. Ele faz o hatch pequeno ir de 0 a 100 km/h em menos de 7 segundos e atingir 225 km/h de máxima. O Onyx é um cupê híbrido de 4,6 metros de comprimento por 2,2 m de largura e 1.100 kg. A carroceria tem peças feitas de fibra de carbono e cobre o motor é um V8 3.7, a diesel, de 600 cv, associado a um câmbio automático de seis marchas. O modelo é exibido ao lado de uma moto e uma bicicleta, ambas inspiradas no design do projeto.

Entre as atrações, duas em especial tem boas chances de desembarcar por aqui: o Mitsubishi Mirage, outro candidato a um lugar ao sol no disputadíssimo segmento B, e o Volvo XC40, um crossover compacto que deve brigar por espaço com o Audi Q3 e o BMW X1.