Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Sunderland segura pressão do City, marca no fim e ajuda o United

Por Da Redação 1 jan 2012, 14h04

O Manchester City foi surpreendido neste domingo. Atuando fora de casa, diante do Sunderland, o time de Roberto Mancini pressionou durante boa parte do encontro, mas, nos acréscimos recebeu o castigo, com o gol marcado pelo sul-coreano Ji, que deu o triunfo para os donos da casa, por 1 a 0.

Após a derrota do Manchester United para o Blackburn, no sábado, o City poderia conseguir terminar a primeira metade do Inglês com três pontos de vantagem para os Diabos Vermelhos. Mas a falta de pontaria e a pressão sem grande efeito do time de Roberto Mancini fez com que os visitantes não conseguissem vencer a meta rival.

Assim, em um lance de contra-ataque no final, o Sunderland encontrou a defesa do City desarrumada, dando a oportunidade para que o camisa 17, em posição duvidosa, limpasse o goleiro Hart e, desequilibrado, empurrasse a bola para o fundo do gol, para a enorme festa da torcida mandante.

Desta forma, com 18 jogos realizados, o City soma 45 pontos, ainda na liderança da competição, mas empatado com o United, enquanto o Sunderland chegou aos 21, na 13colocação e agora mais distante da luta contra o rebaixamento.

Ainda neste domingo, o Everton conseguiu vencer o West Bromwich fora de casa, por 1 a 0. O tento que definiu o triunfo saiu apenas aos 42 minutos da etapa final, com Anichebe. Com isso, a equipe de Liverpool chegou aos 27 pontos, enquanto os mandantes estacionaram nos 22.

O JOGO – A primeira oportunidade de jogo aconteceu logo no segundo minuto de partida, em um contra-ataque do Sunderland, em que Bendtner, ex-Arsenal, tentou driblar o goleiro Hart, que conseguiu evitar o primeiro tento da equipe mandante.

Continua após a publicidade

Animado nos primeiros minutos, o Sunderland marcava bem e dava oportunidades para o City apenas em jogadas de bola parada. Apenas aos 31 minutos, os líderes do Inglês conseguiram realmente assustar, com o desvio de Dzeko, que obrigou o goleiro Mignolet a se esticar e conter os visitantes.

Pouco depois, foi a vez de Nasri se aproximar do gol, mas neste lance Gardner tirou próximo do gol, em um momento que o City pressionava. Com isso, parecia questão de tempo a abertura do placar na Inglaterra: aos 35 minutos, Dzeko aproveitou rebote de escanteio e bateu forte; a bola, porém, acertou o travessão e saiu, na última boa chance do primeiros 45 minutos.

No intervalo, o técnico Roberto Mancini tentou deixar sua equipe mais ofensiva, colocando o atacante Aguero no lugar do volante De Jong. Já aos 13 minutos, o argentino levou perigo: em jogada individual, o jogador bateu firme, no contrapé do goleiro Mignolet, que se esticou para praticar estranha defesa.

A tentativa de pressão do City, porém, não gerava grandes chances efetivas, tendo em Dzeko o principal alvo das jogadas de ataque. A falta de pontaria, porém, incomodava o técnico Roberto Mancini, que via sua equipe não aproveitar a possibilidade de ampliar a ponta do Inglês.

Aos 43 minutos, David Silva chutou com força e obrigou o goleiro do Sunderland a se esticar. No rebote, Micah Richards desviou de cabeça, mas acertou o travessão. Na sequência, a defesa dos donos da casa afastou o perigo e evitou o triunfo do Manchester City.

Comprometido a segurar o empate, o Sunderland recebeu a oportunidade de definir o resultado já nos acréscimos: após jogada na meia-lua, Ji recebeu dentro da área, driblou o goleiro do Manchester City e, mesmo desequilibrado, teve forças para empurrar a bola ao fundo do gol, e assegurar sua quinta vitória no Inglês.

Continua após a publicidade
Publicidade