Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Suíça e Equador se enfrentam em busca da vaga

Equipes estão no mesmo grupo da França e jogo pode definir o 2º colocado

Suíça e Equador abrem neste domingo, às 13h (de Brasília), no estádio Mané Garrincha, no Distrito Federal, a disputa do grupo E da Copa – completado por França e Honduras, que se enfrentam às 16h. As duas seleções se encaram pela primeira vez na história tentando somar pontos antes do confronto com a favorita França.

Leia também:

Guia da Copa: Suíça, Nati (A Seleção Nacional)

Guia da Copa: Equador, Los Amarillos (Os Amarelos)

A Suíça, cabeça de chave do grupo por ser melhor ranqueada na Fifa, vem de uma campanha invicta nas Eliminatórias (com sete vitórias e três empates) e tenta, em sua décima Copa, superar as quartas de final, sua melhor colocação em Mundiais, obtida em 1954. Na abertura da Copa anterior, os suíços bateram a Espanha por 1 a 0 e, no ano passado, derrotaram o Brasil pelo mesmo placar – gol contra de Daniel Alves.

O treinador Ottmar Hitzfeld, que já anunciou a aposentadoria após a Copa, terá todos os jogadores à disposição para a partida deste domingo. A maior aposta é no jovem Xherdan Shaqiri, habilidoso e veloz meia do Bayern de Munique. O lateral direito Stephan Lichtsteiner, da Juventus, traz experiência à equipe.

Leia também:

Colômbia e Equador anunciam mudanças nos convocados

Holanda empata com Equador em amistoso pré-Copa

Depois de ficar de fora da Copa em 2010, o Equador tenta repetir o feito de 2006 e alcançar as oitavas. Segundo o atacante Felipe Caicedo, as duas equipes têm chances de vencer a partida deste domingo. “A Suíça é uma seleção tática, ordenada. Eles saem para atacar e deixam alguns espaços. São fortes, têm bom jogo aéreo, mas também temos o nosso e vamos contra-atacar.”

O técnico Reinaldo Rueda terá alguns problemas para escalar o Equador. O volante Segundo Castillo se lesionou no último amistoso antes da Copa, contra o México, e foi substituído por Oswaldo Minda. Por outro lado, Christian Noboa superou um problema muscular na perna direita e deve jogar. O meia Valencia, do Manchester United, é a principal arma equatoriana no Mundial.

(Com agências AFP e EFE)