Clique e assine a partir de 9,90/mês

STJD suspende torcidas organizadas do Corinthians

Tribunal ainda interditou um setor do Itaquerão, em punição à confusão entre torcedores e policiais no Maracanã, no último domingo

Por da redação - 25 out 2016, 08h49

A confusão entre torcedores do Corinthians e policias militares, ocorrida no último domingo nas arquibancadas do Maracanã, antes da partida diante do Flamengo, não passou impune. Nesta segunda-feira, o presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), Ronaldo Piacente, deferiu uma liminar que suspende as torcidas organizadas do clube paulista em jogos como mandante e visitante pelo Brasileirão. Além disso, o setor norte do Itaquerão, onde ficam as organizadas, foi interditado.

A decisão vale até que o caso seja julgado pela comissão disciplinar do STJD, algo que deve ocorrer, no mínimo, dentro de 15 dias. O tribunal já havia interditado o setor da arena do Corinthians após confusão de torcedores no clássico contra o Palmeiras. O pedido de liminar foi feito pela procuradoria da corte desportiva, que encaminhou a denúncia do caso.

As punições não devem parar por aí. Nesta terça-feira, a procuradoria do STJD deve apresentar denúncia contra os dois times. Além do tumulto provocado por corintianos, imagens de TV flagraram um torcedor rubro-negro jogando um copo d’água em Marquinhos Gabriel. Ambas as equipes correm o risco de perder até dez mandos de campo.

Na súmula, o árbitro da partida, Anderson Daronco (Fifa-RS), relatou apenas o tumulto nas arquibancadas. O procurador-geral do STJD, Felipe Bevilacqua, informou que a procuradoria estava analisando as provas e que deverá formalizar a denúncia na terça-feira.

Continua após a publicidade

É provável que tanto o Corinthians quanto o Flamengo sejam enquadrados no artigo 213 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que trata de desordem, invasão ou arremesso de objetos no campo. A pena prevista é de perda de até dez mandos e de multa que pode chegar a 100.000 reais. O julgamento deverá ocorrer provavelmente em até duas semanas.

Mesmo que as imagens não apontem para o envolvimento de torcedores do Flamengo no tumulto nas arquibancadas, o clube carioca poderá ser denunciado pelo fato de ser o mandante da partida.

Publicidade