Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

STF envia denúncia de crimes de dirigentes da CBF à Justiça do Rio

Nomes como os de Ricardo Teixeira, José Maria Marin e Marco Polo del Nero, ex-presidentes da CBF, foram citados

Na noite da última quinta-feira, o Supremo Tribunal Federal (STF), por meio do ministro Celso de Mello, atendeu a um pedido da Procuradoria-Geral da República e enviou à Justiça Federal do Rio de Janeiro uma investigação sobre os principais membros da cúpula da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) por uma série de crimes, como sonegação fiscal, lavagem de dinheiro, prejuízos ao sistema financeiro, formação de quadrilha, estelionato, falsidade ideológica, entre outros.

Tabela completa de jogos do Campeonato Brasileiro 2018

Segundo informações do jornal Folha de São Paulo, são alvos da investigação o presidente afastado permanentemente do futebol Marco Polo Del Nero, e os ex-presidentes Ricardo Teixeira e José Maria Marin. Também respondem às denúncias Gustavo Dantas Feijó, Antônio Osório Ribeiro Lopes da Costa e Carlos Eugênio Lopes, ex-dirigentes da CBF, o empresário J. Hawilla e Kleber Fonseca de Souza Leite.

 

A investigação foi iniciada em abril de 2017 e desde então vem tendo desdobramentos dentro e fora da CBF, como no próprio Ministério, já que há suspeitas de envolvimento do deputado federal Marcus Vicente, do PP-ES. O inquérito foi aberto a partir de um relatório alternativo chamado CPI do Futebol, de autoria dos senadores Romário (Podemos-RJ) e Randolfe Rodrigues (Rede-AP).