Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Stephens x Keys: US Open terá final entre jovens americanas

Com grandes atuações, atletas eliminaram Venus Williams e CoCo Vandeweghe nas semifinais e chegaram à decisão do Grand Slam de Nova York

Duas jovens atletas dos Estados Unidos farão na noite deste sábado a decisão do US Open de tênis – o quarto e último Grand Slam da temporada, disputado em Nova York. A semifinal já foi toda americana na noite desta quinta-feira: primeiro, Sloane Stephens (83ª do ranking da WTA) surpreendeu a veterana e favorita Venus Williams (9ª) com vitória por 2 sets a 1 (parciais de 6-1, 0-6 e 7-5). Depois, Madison Keys (16ª) derrotou facilmente compatriota CoCo Vandeweghe (22ª) por 2 sets a 0 (6/1 e 6/2) e também se garantiu na final.

Madison Keys pode ser considerada a favorita na final, mas a recuperação de Sloane Stephens no circuito profissional nos últimos meses impressiona. Há pouco mais de um ano, quando tinha seu melhor ranking na carreira (número 11), a atleta de 24 anos sofreu uma fratura no pé esquerdo e ficou 11 meses sem jogar. Despencou no ranking, para o 957.º lugar, e só voltou em Wimbledon, em julho deste ano. Desde então, chegou às semifinais em Toronto, no Canadá, e em Cincinnati e subiu para o Top 100 antes do início do US Open. Finalista, já garantirá um lugar entre as 30 melhores do mundo.

Stephens, porém, terá pela frente uma rival embalada pela ótima campanha que faz em Nova York. Treinada por uma ex-número 1 do mundo – a  também americana Lindsay Davenport -, Madison Keys tem 22 anos, mas em quadra se comporta como uma veterana com golpes seguros e precisos. Já é apontada como uma das principais promessas do tênis dos Estados Unidos para suceder as irmãs Venus e Serena Williams – a última foi mãe nesta semana e perdeu a maior parte da temporada por causa da gravidez.

Assim como a rival da final, Madison Keys está em um momento de superação no circuito profissional e chegou pela primeira vez a uma decisão de Grand Slam. Após terminar 2016 na oitava posição do ranking da WTA, a americana teve de fazer uma cirurgia no punho esquerdo e só iniciou a temporada de 2017 em março. Precisou de uma nova operação no local depois de Roland Garros, em junho, e então começou a jogar seu melhor tênis, culminando agora com a bela campanha em Nova York.

Esta será a primeira final do US Open entre tenistas americanas desde 2002, quando Serena Williams derrotou a irmã Venus. No confronto direto, Madison Keys e Sloane Stephens se enfrentaram apenas uma vez no circuito profissional e a vitória foi da segunda, há dois anos, no Torneio de Miami, também nos Estados Unidos.

(com Estadão Conteúdo)