Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Stephen Hawking dá dicas para a Inglaterra ser campeã

O cientista usou histórico de partidas da equipe para sugerir melhor uniforme, na cor vermelha, e a tática mais adequada, o 4-3-3

Por Da Redação 28 Maio 2014, 18h37

“Juízes europeus são mais simpáticos com o jogo inglês”, diz Stephen Hawking

O cientista inglês Stephen Hawking sugeriu nesta quarta-feira as condições ideais para a seleção da Inglaterra conquistar a Copa do Mundo no Brasil. Entre as dicas do físico estão jogar com uniforme vermelho, utilizar a formação tática 4-3-3 e ter partidas apitadas por europeus. Sob encomenda de uma empresa de apostas, a Paddy Power, o físico de 72 anos analisou os dados de todos os torneios desde 1966, quando os ingleses venceram o Mundial em casa. Ele produziu um relatório com as variáveis ambientais, psicológicas, políticas e táticas que influenciarão a Inglaterra e deu alguns conselhos para o atual técnico da seleção, Roy Hodgson.

Leia também:

Goldman Sachs prevê Brasil campeão (sobre a Argentina)

Alimentos vencidos são achados em hotéis de Itália e Inglaterra no Rio

Com seleção renovada, Inglaterra anuncia lista para Copa

Continua após a publicidade

Fora da Copa, Ashley Cole se aposenta da seleção inglesa

O estudo detalha, por exemplo, que no segundo jogo da Inglaterra na Copa, diante do Uruguai (em 19 de junho), é preciso que o árbitro da partida seja da Europa. “Juízes europeus são mais simpáticos com o jogo inglês e condenam bailarinas como (Luis) Suárez”, diz Stephen Hawking ao se referir ao atacante do Liverpool e da seleção uruguaia, que tem fama de se jogar em campo para cavar faltas.

Segundo o cientista, é melhor para a Inglaterra jogar com uniforme vermelho, pois foi com ele que venceu mais partidas. Além disso, segundo Hawking, a cor dá mais confiança aos atletas e a sensação de que são agressivos e dominantes. As estatísticas levantadas pelo cientista também apontam que atuando no 4-3-3 o time tem mais chance de ganhar do que em qualquer outro esquema tático.

Como má notícia aos torcedores ingleses, a temperatura do Brasil e a distância de casa são elementos que prejudicarão a Inglaterra. “Como todos os animais, a equipe inglesa é uma criatura de hábitos. Jogamos melhor em climas temperados, em altitudes baixas e quando a partida começa em torno das 15h”, afirma Hawking.

(Com agência EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade