Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘Sou de Deus’, diz Diego Hypolito após críticas por foto com Bolsonaro

Muitos seguidores do atleta desaprovaram o encontro com o presidente, que já fez declarações homofóbicas

O ginasta Diego Hypolito afirmou não ser “da esquerda nem da direita” após ter sido alvo de críticas por ter se encontrado com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na quarta-feira, 20. Ele posou ao lado de Bolsonaro e da primeira dama, Michelle. “Sou de Deus”, respondeu a um internauta que o criticou. O nome de Diego Hypolito está nos trending topics na manhã desta quinta-feira, 21, no Twitter.

“Eu não sou da esquerda nem da direita. Eu sou de Deus! Sou cheio de erros e defeitos e estou muito preocupado com o esporte no Brasil! Quero poder ajudar pessoas, eu em minha vida serei muito julgado e sei. Mas devemos viver e tentar ajudar mais pessoas, no esporte foi muito complicado e quero de alguma forma ajudar outros atletas!”, escreveu Hypolito, em resposta a um seguidor, no Instagram.

A principal crítica que fazem ao atleta, que se assumiu gay recentemente, foi ter posado ao lado de um político conhecido por ter feito declarações homofóbicas. “Pena que apoia candidato que menospreza orientação sexual das pessoas e vai contra tudo que uma classe discriminada tenta avançar”, escreveu o internauta que foi respondido por Hypolito.

No encontro, estava Bolsonaro, Michelle e também o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães. Diego e sua irmã, Daniele Hypolito, são patrocinados individualmente pelo banco, que também é o patrocinador oficial da Confederação Brasileira de Ginástica (CBG).

Hypolito comentou sobre a sua sexualidade pela primeira vez em maio deste ano em uma entrevista ao UOL e teve apoio da comunidade LGBT. À época, ele afirmou frequentar cultos toda quinta-feira. “Na minha cabeça, ser gay era ser um demônio, um ser que vive em pecado. Quando eu tinha uns dez anos, um treinador foi dizer para a minha mãe que ela devia mudar minha educação para que eu não virasse gay”.

Aos internautas, o atleta afirmou que o encontro foi motivado pela preocupação com o esporte no país. Ele afirmou ter pedido “ajuda ao esporte para o presidente”. Os internautas recordaram Hypolito que o governo Bolsonaro extinguiu o Ministério do Esporte, criado em 1995 pelo então presidente Fernando Henrique Cardoso.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. João Castro

    QUEM É DE DEUS NÃO TIRA FOTO AO LADO DO CAPETÃO, AINDA MAIS SORRINDO!

    Curtir

  2. Avelino De Freitas Neto

    Não entendo porque parte dos internautas se horroriza com a foto do ginasta ao lado do Presidente da República, legitimamente eleito pela maioria (óbvio) do povo brasileiro. Para esses, aceitável seria uma foto ao lado do Ex-Presidiário? Depois as pessoas se perguntam porque o País se transformou tanto para pior, após décadas de esquerdismo e cleptocracia.

    Curtir