Clique e assine a partir de 9,90/mês

Sorteio da Copa das Confederações será em São Paulo

Anúncio foi feito pelo secretário-geral da Fifa, após reunião com o Comitê Organizador Local. Jérôme Valcke manifestou preocupação com o atraso nas obras em Natal

Por Rafael Lemos - 19 jan 2012, 17h00

O sorteio da Copa das Confederações de 2013 será na cidade de São Paulo, em dezembro, provavelmente no dia 1º. A informação foi revelada pelo secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, na tarde desta quinta-feira, em entrevista coletiva no Rio de Janeiro, após reunião com o Comitê Organizador Local (COL). Estavam presentes ainda Ronaldo Nazário, como membro do COL, e o ministro do Esporte, Aldo Rebelo.

Apesar de receber o sorteio da Copa das Confederações, a capital paulista está fora da competição, que acontecerá entre 15 e 30 de junho de 2013. O motivo é que o futuro estádio do Corinthians só ficará pronto após o término do torneio. Em fase inicial de construção, o Itaquerão receberá seis jogos da Copa de 2014: a abertura, três partidas da primeira fase, uma oitava de final e uma semifinal.

A Copa das Confederações é a principal competição da Fifa antes da realização da Copa do Mundo. Brasília, Rio, Fortaleza e Belo Horizonte foram definidas como sedes do torneio, que serve como parâmetro para o Mundial. Salvador e Recife aparecem como candidatas a abrigar jogos da competição em uma pré-lista divulgada pela Fifa.

No encontro desta quinta-feira, também ficou acertado que a divulgação do slogan da Copa do Mundo de 2014 deverá sair em março. A pauta da reunião incluiu detalhes do planejamento de marketing, do programa de proteção de marcas e das Fifa Fests, além da estratégia do programa de sustentabilidade para a Copa. Os dirigentes discutiram ainda sobre as necessidades mais urgentes no que diz respeito a telecomunicações, tecnologia da informação, aeroportos e mobilidade urbana.

Continua após a publicidade

Valcke elogiou o andamento das obras nos estádios brasileiros, excluindo o Estádio Dunas, em Natal. O representante da Fifa alertou que esta é a única arena em atraso, mas esclareceu que, por enquanto, não há motivos para falar em cortar Natal da lista de cidades-sede. “O estádio que está sob monitoramento da Fifa, onde definitivamente há muito atraso. O monitoramento deste estádio vai ser importante para a Fifa”, afirmou Valcke. “Natal está na Copa do Mundo, mas tem que acelerar”, completou.

O dirigente da Fifa evitou falar sobre a ausência do presidente da CBF e do COL, Ricardo Teixeira, envolvido em um escândalo após aparecer na lista de pagamentos da empresa suíça ISL. “É uma situação em andamento e não tenho nada a acrescentar”, disse.

Coube ao representante de Teixeira, o ex-jogador Ronaldo, elogiar a construção dos estádios para a Copa. “Estou há pouco tempo no conitê, mas sempre procurei acompanhar o que estava acontecendo. As notícias sobre as obras nos estádios eram muito ruins, falavam de atrasos. O que percebi é que há uma certa onda negativa sobre isso. A verdade é o que todos os estádios vão ficar a tempo para a Copa do Mundo”, garantiu o craque.

Ronaldo só não pode dar boas notícias sobre um outro assunto que interessa muito o torcedor brasileiro: os ingressos. “Apresentamos algumas opções. Mas quase tudo depende da Lei Geral da Copa. Portanto, temos que aguardar a assinatura da lei para dar prosseguimento”, disse Ronaldo.

Continua após a publicidade

Segundo o ministro Aldo Rebelo, a Lei Geral da Copa deve ser aprovada antes da próxima reunião entre Fifa e o COL, marcada para março. “Não tem motivo para não estar aprovada até lá. Já passamos muito tempo discutindo essa lei”, disse.

Publicidade