Clique e assine a partir de 9,90/mês

Sonnen anuncia aposentadoria – e agradece Anderson

Após cair em antidoping, lutador americano diz que vai pendurar as luvas e aproveita para fazer homenagem a Spider, o seu grande "parceiro de dança"

Por Da Redação - 12 jun 2014, 03h38

“Eu também gostaria de agradecer ao mais importante oponente que tive. Eu não poderia ter chegado aqui sem esse parceiro de dança, que, é claro, é Anderson Silva. Obrigado pela oportunidade. Obrigado pelas memórias”, escreveu Sonnen

Chael Sonnen, o autointitulado “campeão do povo” e um dos grandes showmen da história recente do UFC, anunciou na noite de quarta-feira que vai se aposentar do MMA. A decisão de pendurar as luvas após dezessete anos de carreira aconteceu um dia depois que o lutador americano foi flagrado em um teste antidoping surpresa e cortado do UFC 175, onde estava escalado para enfrentar Vitor Belfort. “Eu gostaria de anunciar oficialmente a minha aposentadoria do MMA”, afirmou Sonnen, de 37 anos, durante sua participação no programa UFC Tonight, do canal americano Fox Sports. “Eu me diverti muito”, declarou, em tom de despedida.

Flagrado com duas substâncias proibidas no organismo, Sonnen explicou que o resultado positivo no teste era consequência de um tratamento para fertilidade que ele havia feito para engravidar a esposa após ter cessado com a reposição de testosterona, banida recentemente do mundo das lutas. “Eu assumo toda a responsabilidade”, afirmou Sonnen, reconhecendo que deveria ter deixado claro para a comissão atlética responsável pelo teste que estava tomando medicamentos. O lutador, no entanto, fez uma ressalva: “Se eu precisar decidir entre ser pai e ser lutador, eu sempre, sem me questionar, escolherei ser pai”.

Leia também:

Continua após a publicidade

Chal Sonnen cai em teste antidoping surpresa

UFC anuncia Jones x Gustafsson para setembro

Agradecimento a Anderson – Ao anunciar sua aposentadoria no programa de televisão, Sonnen aproveitou para demonstrar sua gratidão a figuras importantes na sua carreira, como seus treinadores e a direção do UFC. Em uma mensagem postada no Facebook, também na noite de quarta, o lutador estendeu os agradecimentos ao antigo rival Anderson Silva. Um dos principais alvos da língua afiada do americano, Spider dessa vez ouviu palavras gentis de Sonnen. “Eu também gostaria de agradecer ao mais importante oponente que tive. Eu não poderia ter chegado aqui sem esse parceiro de dança, que, é claro, é Anderson Silva. Obrigado pela oportunidade. Obrigado pelas memórias e pelo convite para o churrasco, embora eu não tenha levado a sério”, escreveu.

Trajetória – Lutador de bom nível técnico, mas menos talentoso do que os principais astros do UFC, Sonnen construiu sua ascensão na franquia pela boca. Provocador nato, soube como ninguém usar declarações na imprensa e nas redes sociais para fomentar rivalidades e furar a fila nas disputas de cinturão, ganhando oportunidades que lutadores melhor ranqueados do que ele nunca tiveram.

Continua após a publicidade

Talvez o seu grande momento no octógono tenha sido a batalha contra Anderson Silva no UFC 117, em agosto de 2010. Melhor do que o brasileiro em toda a luta, Sonnen foi finalizado por Spider já no final do quinto round, quando a conquista do cinturão parecia certa. Após o combate, soube-se que Anderson lutou lesionado e Sonnen, dopado. Mesmo assim, o falastrão americano usou a boa atuação para coroar a si mesmo como o “campeão do povo” e continuou provocando o brasileiro até conseguir a sua revanche, em 2012, quando foi atropelado no segundo round. Após a surra, “fugiu” para a categoria de cima e mirou sua metralhadora verbal no campeão Jon Jones. A estratégia funcionou de novo e Sonnen ganhou a chance de brigar pelo título logo em sua primeira luta nos meio-pesados. Sem surpresa, acabou massacrado pelo rival.

Publicidade