Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Sócrates foi um gênio do futebol, diz Dilma Rousseff

Presidente da República destacou talento do ex-jogador, morto neste domingo

Por Da Redação 4 dez 2011, 12h57

A presidente Dilma Rousseff divulgou neste domingo nota de pesar pela morte do ex-jogador Sócrates, aos 57 anos, em São Paulo. No comunicado, Dilma ressalta o talento de Sócrates nos gramados e o chama de “gênio do futebol”. Além disso, a presidente menciona as “muitas alegrias” que Sócrates deu à torcida do Corinthians, clube que defendeu de 1978 a 1984 e com o qual mais se identificou.

Leia também:

Leia também: Lula diz que Sócrates foi exemplo de cidadania, inteligência e consciência política

Dilma Rousseff destaca ainda a consciência política de Sócrates, que participou ativamente da campanha pela Diretas Já, na década de 80. “Além de ídolo do futebol, Sócrates foi um campeão da cidadania. Fora dos campos, nunca se omitiu. Foi um brasileiro atuante politicamente, preocupado com o seu povo e o seu país”, diz a presidente.

O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, também lamentou a perda do atleta. “Sócrates deixa sua marca de craque na história do futebol brasileiro, pelo talento, inteligência e alegria com que vestiu a camisa da Seleção Brasileira e de todos os times por onde passou. E deixa sua marca na história do país, pela firmeza e coragem com que defendeu a democracia e a justiça social”, afirmou o ministro em comunicado oficial.

Continua após a publicidade

Leia abaixo a íntegra da nota da presidente Dilma:

“O Brasil perde um de seus filhos mais queridos, o doutor Sócrates. Nos campos, com seu talento e seus toques sofisticados, foi um gênio do futebol, a ponto de ser considerado o melhor jogador sul-americano de 1983, e ser escolhido pela FIFA, em 2004, como um dos 125 melhores jogadores vivos da história. Como jogador do Corinthians, deu muitas alegrias à torcida.

Além de ídolo do futebol, Sócrates foi um campeão da cidadania. Fora dos campos, nunca se omitiu. Foi um brasileiro atuante politicamente, preocupado com o seu povo e o seu país. Procurando o bem-estar de seus companheiros, ajudoua implantar um sistema democrático no clube em que atuava. Participou também ativamente da campanha pelas Diretas-Já e de outros momentos importantes da redemocratização do país.

Lamento a perda de um grande brasileiro e envio meu abraço solidário a seus parentes, amigos e admiradores”.

(Com agência Estado)

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)